ENQUETES

Você já decidiu em quais candidatos irá votar nestas eleições?

PUBLICIDADE

Política / R$ 80 MILHÕES
27.06.2017 | 14h23
Tamanho do texto A- A+

Mendes critica uso de emenda para quitar débitos da Saúde

Ex-prefeito acredita que redirecionar verba pode atrasar abertura do novo Pronto-Socorro da Capital

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, que defendeu que emendas parlamentares sejam usadas para equipar novo hospital

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), se disse contra a proposta de repassar uma emenda parlamentar conjunta de R$ 80 milhões para a Saúde Pública do Estado, que acumula dívidas de aproximadamente R$ 100 milhões.

 

O montante, inicialmente, seria destinado pela bancada de Mato Grosso no Congresso Nacional para equipar o novo Pronto-Socorro da Capital.

 

A parceria havia sido firmada ainda enquanto Mendes estava na Prefeitura, em 2016.

 

“Se você tem um problema resolvido, não pode mexer nele para resolver outro grande problema. Acho que os R$ 80 milhões na Saúde em Mato Grosso não resolvem nem um mês de custeio, porque a Saúde estadual deve custar isso ou mais. Mas resolve o problema para equipar todo o novo Pronto-Socorro”, disse.

 

Isso seria só no ano que vem? Sim, mas para fazer a licitação, ter a entrega desses equipamentos, demora, no mínimo, um ano

Para o ex-prefeito, o processo licitatório de compra dos novos equipamentos “leva tempo” e precisaria já ter começado para serem entregues ao final da obra, em 2018.

 

Ele acredita que redirecionar os recursos pode atrasar a abertura do novo hospital.

 

“Eu entendo que R$ 80 milhões resolvem o problema para equipar todo o Pronto-Socorro, colocar equipamentos modernos, novos... Para que aquele belíssimo hospital que está sendo construído possa, em 2018, estar em operação”, afirmou.

 

“Isso seria só no ano que vem? Sim, mas para fazer a licitação, ter a entrega desses equipamentos, demora, no mínimo, um ano. Então, se você não começar agora com esse recurso, não fica pronto mais em 2018”, disse.

 

Redirecionamento

 

O deputado federal Nilson Leitão (PSDB) foi quem sugeriu que o dinheiro fosse transferido para outras áreas da saúde do Estado, que precisam de recursos neste momento, já que a obra ainda da nova unidade ainda não está concluída.

 

A medida passou a ser defendida pelo governador Pedro Taques (PSDB). Na semana passada, ele disse que não seria “idiota” de permitir que o novo hospital fosse concluído e continuasse fechado em razão da falta de equipamentos para funcionamento.

 

“Nem decidi ainda se esses valores [emenda] vão para o Estado todo ou não. E, se for para todo o Estado, vocês acham que eu seria idiota de deixar um hospital pronto e fechado em 8 de abril ano que vem?”, questionou Taques, ao citar a data de aniversário de Cuiabá que é, inclusive, a previsão para entrega da obra.

 

Obra  

 

Conforme o projeto da obra, o novo Pronto-Socorro terá 309 leitos, sendo 60 para Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

 

A obra está orçada em R$ 79,6 milhões. Setenta por cento dos recursos são de responsabilidade do Governo do Estado e os outros 30% correspondem à contrapartida da Prefeitura.

 

A unidade será especializada em cirurgia geral, clínica médica, pediatria, cirurgia pediátrica, cardiologia, oncologia e tratamento de queimados.

 

Também deverão ser oferecidos serviços de radiologia, ultrassonografia, endoscopia digestiva, análises clínicas, eco cardiograma, eletroencefalografia, fisioterapia e colonoscopia.

 

O hospital ainda contará com consultórios de urologia, ginecologia, cardiologia e clínica geral.

 

Leia também:

 

“Acham que eu seria idiota de deixar hospital pronto e fechado?”




Clique aqui e faça seu comentário


4 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

frank Sabiá  28.06.17 12h18
Eu quis dizer que MM "NÃO é bobo' cheira cheira" - errei ao teclar. Celular mobile é complicado.
0
0
Frank Sabiá  28.06.17 11h40
Parabéns Pela "Postura" Prefeito Mauro Mendes. Cuiabá fica Feliz com essa Reação. Isso demonstra que Vossa Excelência é bobo'-cheira cheira. Tmjs! #REAGECUIABA
2
2
joão  27.06.17 17h16
VENHA MAURO SER GOVERNADOR 2018 TE CHAMA.
20
8
Anderson Borges  27.06.17 15h31
Por isso esse taques nao tem o meu voto, espero que os cuiabanos lembre disso ao votar em deputados do interior, é uma vergonha aqui na capital com a densidade eleitoral termos apenas uns gatos pingados de represantentes enquanto o interior vem tomar os votos daqui!
32
7
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web