ENQUETES

Como você vai gastar seu 13º salário?

PUBLICIDADE

Política / RAIO-X
12.10.2017 | 13h35
Tamanho do texto A- A+

Vereador quer explicação sobre as 460 exonerações na Câmara de Cuiabá

Gilberto Figueiredo requer à Mesa transparência sobre decisão que causou polêmica no Legislativo

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O vereador Gilberto Figueiredo quer transparência sobre as 460 exonerações na Câmara de Cuiabá

DA REDAÇÃO

O vereador Gilberto Figueiredo (PSB) entrou com um requerimento, junto à Mesa Diretora da Câmara Municipal de Cuiabá, solicitando um relatório detalhado sobre a folha de pagamento do Legislativo.

 

Com o documento - conhecido como Lotacionograma -, o parlamentar quer saber quem são, a data de admissão e onde estavam lotados os 640 servidores da Câmara, que foram exonerados na terça-feira (10).

 

Os funcionários foram exonerados, segundo o presidente do Legislativo, Justino Malheiros (PV), pelo fato de o Poder não ter recebido a suplementação de R$ 6,7 milhões da Prefeitura Municipal. A medida do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) foi barra pela Justiça.

 

Gilberto Figueiredo argumentou que seu interesse, ao pedir um lotacionograma, é dar transparência às ações administrativas do Legislativo Municipal, "em face do interesse público".

 

O vereador lamentou as exonerações, principalmente dos oito servidores que estavam lotados em seu gabinete. Para ele, é preciso investigar a atuação e a necessidade de cada trabalhador, para o desenvolvimento das ações legislativas.

 

Segundo ele, a transparência sobre a folha de pagamento da Câmara é fundamental para se esclarecer a real necessidade da suplementação orçamentária.

 

“É triste que tenhamos chegado a esta situação. Afinal, esta Casa precisa dos servidores para continuar a desempenhar seu papel de fiscalizador dos atos administrativos e de legislador o Município de Cuiabá”, afirmou.

 

Entenda a polêmica

 

Segundo o presidente da Câmara, Justino Malheiros (PV), as 460 exonerações ocorreram porque não há viabilidade para manter a folha de pagamentos dos servidores comissionados, considerando que não foi efetivado o repasse pelo prefeito de Cuiabá.

 

Em uma nota e durante entrevista, nesta semana, Malheiros afirmou que, caso não tomasse a medida, poderia ocorrer em ato de improbidade administrativa.

 

No último dia 5, o vereador Felipe Wellaton (PV) ajuizou ação civil popular pedindo anulação do decreto assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro, em relação à suplementação de R$ 6,7 milhões para a Câmara Municipal.

 

A Mesa da Câmara defende que o montante é necessário para que o Legislativo garanta a folha de pagamento dos servidores até dezembro deste ano e o primeiro bimestre de 2018, quando passa a valer o orçamento para aquele ano.




Clique aqui e faça seu comentário


5 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Eurides Maximiano de jesus  14.10.17 08h24
solicitamos ao nobre vereador que publique na integra o relatório,quando o mesmo ser atendido pela mesa.
3
0
Joao Batista Da costa  13.10.17 09h50
Muito pertinente e louvável essa iniciativa do Sr. Vereador que com certeza bem esclarecer dúvidas da sociedade e dar transparência aos atos do poder legislativo municipal. Parabéns Sr. Vereador. Aguardamos.
21
0
Aldo Peres  13.10.17 08h41
Correto a atitude do vereador Gilberto.esse levantamento vai definir a quantidade de pessoas para o funcionamento do legislativo.tem de acabar com essa farra dos contribuintes pagar cabos eleitorais para vereador.parabens a esses vereadores que felizmente tentam colocar a casa em ordem!!!
22
1
RONI RODRIGUES DA SILVA  13.10.17 08h04
Organizem um concurso ao invés de ficar colocando comissionados.
25
1
Paulo roberto  12.10.17 18h56
Na verdade o que eu queria era que é ser Vereador explicasse o que fazem falta essas 450 pessoas. É melhor ainda o que fazem as demais que ainda lá se encontram?
17
1

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados