ENQUETES

Você já decidiu em quais candidatos irá votar nestas eleições?

PUBLICIDADE

Política / ARTILHARIA
12.07.2018 | 11h42
Tamanho do texto A- A+

Taques ironiza: "Mauro já conseguiu aposentar 2 juízes por fraude"

Para governador, acusações na Justiça do Trabalho "mostram forma de agir" do seu adversário

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O governador Pedro Taques ironizou acusações contra Mauro Mendes

THAIZA ASSUNÇÃO E CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O governador Pedro Taques (PSDB) ironizou as acusações que pesam sobre o ex-prefeito Mauro Mendes (DEM), pré-candidato ao Palácio Paiaguás, de supostas fraudes em leilões judiciais na Justiça do Trabalho de Mato Grosso (TRT).

 

Taques afirmou que as fraudes supostamente praticadas por Mendes levaram à aposentadoria compulsória de dois juízes do trabalho, Luiz Aparecido Ferreira Torres e Carla Reita Faria Leal.

 

Para o governador, as acusações mostram o caráter do seu adversário político.

 

“O ex-prefeito de Cuiabá já conseguiu que dois juízes do Trabalho se aposentassem por fraude à Justiça. Isso mostra a forma de agir das pessoas”, disse o governador, momentos antes de participar de um evento com servidores da Educação, na Capital, nesta quinta-feira (12).

 

O ex-prefeito de Cuiabá já conseguiu que dois juízes do trabalho se aposentassem por fraude à Justiça. Isso mostra a forma de agir das pessoas

Luiz Torres foi aposentado compulsoriamente  em 2014 por ter praticado fraude processual para, com o auxílio do contador José Oliveira, supostamente favorecer o grupo empresarial de Mendes no leilão da Mineração Salomão, atualmente Mineração Casa de Pedra.

 

Já Carla Reita foi aposentada compulsoriamente em 2015, por simular um empréstimo bancário com o ex-prefeito para adquirir um apartamento que foi leiloado pelo TRT para cobrir indenizações trabalhistas.

 

Nesta quarta-feira (12), o ex-prefeito foi ouvido na Justiça Federal sobre o leilão da mineradora.

 

Em conversa com a imprensa antes da audiência, ele negou a fraude e disse acreditar que o processo será arquivado.

 

“Fui acusado na Operação Ararath, lá em 2014. Passaram três anos e o inquérito foi arquivado com parecer da Polícia Federal, do Ministério Público Eleitoral e do juiz a meu favor. Não tenho dúvida nenhuma que esse processo também será arquivado, porque a verdade está ao nosso lado, sempre esteve e ficará provado aqui”, disse Mauro.

 

O leilão da mineradora foi anulado no último dia 25 de junho pela juíza Eleonora Alves Lacerda, da 5ª Vara da Justiça do Trabalho de Cuiabá.

 

Leia mais: 

 

Juíza anula leilão de mineradora de Mauro Mendes




Clique aqui e faça seu comentário


8 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Anderson  12.07.18 21h40
Já está cagando de medo que está até apelando. Kkk. A sociedade conhecerá nos próximos dias o governador que tem. Perdeu. Perdeu....
26
33
Reinaldo Vicente  12.07.18 19h06
SE ESPREMER É TUDO IGUAL, PENSANDO EM SEUS INTERESSES E FAZENDO DEMAGOGIA
63
8
Marciel sousa de jesus  12.07.18 18h51
Mas ate umas campanhas atrás eles não eram grandes amigos, nessas horas vemos que na verdade nenhum presta
60
4
Edezio  12.07.18 18h35
o pessoal de lá, de cá, do lado vive ancorado em juízes. É bem Mato Grosso.
52
3
Albanir berigo  12.07.18 15h37
Quem conhece Mauro Mendes, não vota nele; além disso se encontra acompanhado da velha política
106
58
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web