ENQUETES

Você acha que os políticos, conselheiros e empresários alvos da PF serão condenados?

PUBLICIDADE

Política / VÍDEO DE EMANUEL
29.08.2017 | 15h15
Tamanho do texto A- A+

Seis vereadores assinam requerimento pela abertura de CPI; veja

São necessários 9 votos para investigação contra prefeito, que foi filmado recebendo "mensalinho"

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

Os vereadores Abílio Junior, Marcelo Bussiki, Felipe Wellaton, Sargento Joelson, Gilberto Figueiredo e Dilemário Alencar

DOUGLAS TRIELLI E CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Seis vereadores assinaram o requerimento de abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), na Câmara de Cuiabá. Ele foi flagrado, à época em que era deputado estadual, recebendo maços de dinheiro, no Palácio Paiaguás. O vídeo consta na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), já homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Até o momento, assinaram o pedido Abílio Junior (PSC), Dilemário Alencar (Pros), Felipe Wellaton (PV), Gilberto Figueiredo (PSB), Sargento Joelson (PSC) e Marcelo Bussiki (PSB), autor do pedido.

 

A proposta segue em tramitação na Casa, por tempo indeterminado, e ainda pode conseguir as outras três assinaturas necessárias para a abertura da comissão.

 

“Foi apresentado o requerimento, lido em plenário, mas são necessárias nove assinaturas. Vamos deixar em aberto para os vereadores que mudarem de ideia. Independentemente da vontade do plenário, se tiver as nove, será aberta. Ainda tenho esperança que ouçam as vozes das ruas, que querem que fato seja apurado”, disse Bussiki.

 

Outra medida, caso não se emplaque a CPI, será um pedido de Comissão Processante, a ser apresentada pelo vereador Joelson.

 

“Atos anteriores ao mandato podem, sim, ser investigados. Tem uma consulta na Câmara Federal relacionada a isso. Até esta Câmara Municipal já cassou vereadores por atos anteriores ao mandato. Em 2009, cassou um vereador por caso anterior. Então, temos jurisprudência na Casa e isso respalda nosso pedido de CPI”, disse Bussiki.

 

O vereador Gilberto Figueiredo (PSB) chegou a pedir que a Câmara apresentasse um pedido para que Emanuel Pinheiro fosse ao Legislativo e se explicasse. Mas o líder do prefeito, Lilo Pinheiro (PRP), disse que ele irá se pronunciar em breve.

 

Já 15 vereadores foram contrários à propositura. Outros três não quiseram se posicionar (veja a lista completa ao final da matéria).

 

Entre os contrários está o vereador Toninho de Souza (PSD), parlamentar mais votado na eleição do ano passado. Para ele, CPI não seria o caminho legal para tratar do assunto.

 

“Quero deixar bem claro que enfrentei nas urnas Emanuel Pinheiro, junto com nosso candidato Wilson Santos. Acredito que, com aquele vídeo, não há condição de contestar o incontestável. Omissão nunca foi o meu papel aqui. Agora, um pedido de CPI, no meu ponto de vista, é contraditório”, afirmou.

 

“Uma casa que produz leis não pode errar na mão na sua condição legal. A CPI é para apurar crime de responsabilidade e de improbidade. O fato está relacionado ao mandato de deputado e a CPI é um instrumento legal para isso? Se houver fatos novos, eu reavalio minha posição, mas, por enquanto, vejo que CPI não é o instrumento legal”, disse.

 

Acredito que com aquele vídeo não há condição de contestar o incontestável. Omissão nunca foi o meu papel aqui. Agora, um pedido de CPI, no meu ponto de vista

O vereador Luis Cláudio também disse ser contrário à instalação da CPI. “A abertura de uma comissão nesta Casa estaria eivada de vícios legais. O próprio Regimento da Câmara fala que infração administrativa é quando a pessoa está no cargo”, afirmou.

 

“Suponho que, se abríssemos essa CPI, o resultado seria inócuo e poderia ser contestado pelo prefeito. Não defendo a imagem, mas aconselho os senhores a se embasarem no devido processo legal. A Justiça é o órgão competente para essa análise”, salientou.

 

Renivaldo Nascimento (PSDB) disse que o caso já está sendo investigado pela Procuradoria-Geral da República. Ele sugeriu que o Legislativo aguarde os desdobramentos da investigação.

 

“Essa sujeira tem que ser passada a limpo. Aqueles que agiram com dolo devem ser sentenciados conforme suas atuações. Quero que isso seja apurado, mas isso não quer dizer que devemos ficar jogando para a plateia. Temos que ter responsabilidades como vereadores”, disse

 

No muro

 

O presidente da Câmara, Justino Malheiros (PV), preferiu não emitir uma opinião sobre o assunto. Mas disse esperar que Emanuel se manifeste o quanto antes sobre o caso.

 

“Espero que ele consiga, com rapidez, dar a reposta que a sociedade espera. Inclusive, eu e este Parlamento. Não estamos colocando água fria nesse caso, estamos apenas cumprindo a lei. Na hora em que vier lei para o bem da cidade, vamos votar, porque não podemos parar, independentemente do prefeito. Mas ele tem que ser na Corte certa”, afirmou.

 

Os vereadores Clebinho Borges (PSDC), Paulo César Peixe (PSL) e Misael Galvão (PSB) também não se manifestaram.

 

 

Veja a lista de como se posicionou cada vereador:

 

Favoráveis Contrários Em cima do muro
Abílio Junior (PSC)  Chico 2000 (PR)  Adevair Cabral (PSDB) 
Dilemário (PROS) Demilson Nogueira (PP) Clebinho Borges (PSDC)
Felipe Wellaton (PV)  Dodo Veggi (PRP)  Justino Malheiros (PV)
Gilberto Figueiredo (PSB) Juca do Guaraná (PTdoB)  Paulo César Peixe (PSL)
Marcelo Bussiki (PSB)  Lilo Pinheiro (PRP)   
Sargento Joelson (PSC)  Luis Claudio (PP)  
  Mario Nadaf (PV)  
  Paulo Henrique (PV)  
  Renivaldo (PSDB)   
  Ricardo Saad (PSDB)   
  Toninho de Souza (PSD)   
  Paulo Araújo (PP)  
  Marcrean Santos (PRTB)  
  Edemir Xavier (PTC)  

 

Veja fotos dos vereadores que foram contra a abertura de CPI:

 

GALERIA DE FOTOS




Clique aqui e faça seu comentário


29 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Luciano  30.08.17 17h38
Luciano, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
LUCAS  30.08.17 12h42
VEREADOR TONINHO DE SOUZA! ESTAMOS ADMIRADOS PELA SUA CONDUTA POR NÃO NA ASSINAR A FAVOR DA CPI!!! POR SER UM HOMEM QUE SEMPRE PREZOU PELA JUSTIÇA PELO MENOS QUE SEMPRE DIZ NO PROGRAMA QUE VOCÊ APRESENTA É INACEITAVEL!!! QUAL A SUA JUSTIFICATIVA PARA A POPULAÇÃO EM GERAL??????
8
1
JULYANNE  30.08.17 12h38
SÓ GOSTARIA DE SABER DIANTE DE TODOS ESSES FATOS E DE FORMA EXPLICITA...POR QUE OS OUTROS VEREADORES NÃO VOTARAM A FAVOR DA CPI????  QUEREMOS JUSTIFICATIVAS....A SOCIEDADE ESTA DE OLHO E ACOMPANHANDO TUDO!!!!! É BOM ANOTAR ESSA LISTA E NÃO VOTAR NELES NAS PROXIMAS ELEIÇOES CASO SEJAM CANDIDATOS A ALGUMA COISA!!! PARABÉNS A TODOS OS VEREADORES QUE VOTARAM A FAVOR!! TEM O NOSSO RESPEITO!! ESTAMOS DE OLHO!! QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA...
6
1
octavio augusto regis de oliveira  30.08.17 11h28
CPI POLITICA tem que ser desconsiderada , parabens aos nobres vereadores que prezam pela governabilidade.
1
19
Willian Cristiano  30.08.17 11h07
Político gosta mesmo de aparecer. Não se pode abrir CPI para investigar o caso de corrupção porque o fato ocorreu quando o prefeito era Deputado Estadual. Vereadores não possuem competência para atuar neste caso... mas claro, como querem aparecer aos seus eleitores, param os trabalhos da Câmara para assinar um documento que não possui qualquer validade.
1
19

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados