ENQUETES

Você gosta quando os candidatos se atacam na TV e nas redes por meio de vídeos?

PUBLICIDADE

Política / REELEIÇÃO DE TAQUES
14.05.2018 | 11h10
Tamanho do texto A- A+

Secretário: “Prisões não impactam nada; cada um responde por si”

Domingos Sávio disse que é natural que a oposição tire proveito da Operação Bereré

MidiaNews

Clique para ampliar

O secretário Domingos Sávio, que citou tranquilidade do Governo com operação

CAMILA RIBEIRO E DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O secretário de Estado de Governo, Domingos Sávio, afirmou que as prisões de dois primos do governador Pedro Taques (PSDB) – alvos da segunda fase da Operação Bereré – não causam impacto num eventual projeto de reeleição do tucano.

 

Entre os presos por suspeita de envolvimento no esquema de fraudes no Detran, estão o ex-secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, e seu irmão, o advogado Pedro Zamar Taques.

 

De acordo com o secretário Domingos Sávio, o esquema investigado pelo Gaeco não guarda qualquer relação com o Governo Taques.

 

Cada um responde por si. Todos os acontecimentos foram entre 2011 e 2013. O governador não pode responder por um ato da gestão anterior. Ele não vai responder por um ato do ex-secretário. Muito menos do irmão do ex-secretário

“As prisões, por enquanto, não têm afetado em absolutamente nada. Até porque as articulações em torno das eleições estão um pouco mornas. O governador está focando muito na gestão”, disse o secretário.

 

“O que quero deixar claro a vocês é que cada um responde por si. Todos os acontecimentos foram entre 2011 e 2013. O governador não pode responder por um ato que, primeiro, foi com relação à gestão anterior; outra que ele não vai responder por um ato do ex-secretário. Muito menos do irmão do ex-secretário”, acrescentou Domingos.

 

Apesar da declaração do ex-secretário, de acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), o esquema de desvio e lavagem de dinheiro no âmbito do Detran seria da ordem de R$ 30 milhões e operou de 2009 a 2015. 

 

Primos “inocentados”

 

O secretário também citou um depoimento prestado pelo ex-presidente da EIG Mercados, José Kobori, ao Gaeco, no qual ele negou o pagamento de vantagens indevidas aos primos do governador.

 

A EIG é a empresa que mantém contrato com o Detran e por meio da qual ocorreriam as fraudes.

 

“Estamos vendo pela imprensa as declarações do Kobori, que é o principal investigado nesse caso. Ele está inocentando os irmãos. Ele também inocentou o ex-presidente do Detran, Rogers Jarbas”, disse o secretário.  

 

“Volto a repetir: cada um responde por seus atos. O governador não pode pagar por um ato de 2011 a 2013. O contrato com a empresa só não foi quebrado em razão da multa milionária que existe”.

 

Operação e oposição

 

O secretário disse ainda ver com naturalidade o fato de os adversários de Taques usarem os fatos relativos à Operação Bereré para tentar prejudicá-lo.

 

Segundo ele, isso não traz qualquer preocupação ao Governo, tampouco irá atrapalhar a busca de alianças para o processo eleitoral deste ano.

 

“Natural que adversários usem a operação. Isso é da política. Vão procurar qualquer que seja o vínculo de ligação para utilizar, mas aí vamos saber rebater com tranquilidade”, afirmou.

 

“Aponte pra mim um governo que não foi investigado. Os órgãos de controle estão aí pra isso. Vão fazer os apontamentos e vamos aguardar o desenrolar das investigações”, concluiu o secretário.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Kobori nega que Paulo e Jorge Taques tenham exigido propina

 

Kobori diz que delatores armaram "trama ardilosa" contra ele

 

Sócio da EIG diz ter pago R$ 2,6 mi de propina a Paulo Taques

 

Donos da EIG deram Mercedes blindada de R$ 300 mil a Kobori

 




Clique aqui e faça seu comentário


1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Maria  14.05.18 11h23
Impactam sim. Sou eleitora, e a mim, impactou.
37
7
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web