ENQUETES

O que você achou da eliminação da seleção brasileira da Copa da Rússia?

PUBLICIDADE

Política / FUNDO
16.05.2018 | 11h11
Tamanho do texto A- A+

Secretário: “Não iremos pedir que base faça nada de afogadilho”

Domingos Sávio diz que recursos vão auxiliar o Estado a superar a crise na Secretaria de Saúde

MidiaNews

Clique para ampliar

O secretário de Governo, Domingos Sávio, que aposta em tramitação rápida do "fundão"

CAMILA RIBEIRO E DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O secretário de Estado de Governo, Domingos Sávio, afirmou que o Palácio Paiaguás trabalha com a expectativa de que o Fundo Estadual de Estabilização Fiscal (FEEF) seja aprovado até a próxima semana pela Assembleia Legislativa.

 

No entanto, ele afirmou que não houve qualquer pedido do Governo para a base aliada no sentido de apressar a tramitação do projeto apontado como uma medida emergencial para recompor o equilíbrio fiscal das finanças estaduais.

 

“Vamos trabalhar para que seja aprovado o quanto antes. Acredito que entre essa semana ou a próxima vamos aprovar o ‘fundão’”, disse o secretário.

 

Os deputados tem essa prerrogativa, não iremos solicitar que base faça nada no afogadilho. Vamos trabalhar pela aprovação. Pode ser que aconteça em maio, em julho, isso vai depender da AL

“Agora, a Assembleia tem autonomia de pedir vistas, debater. Os deputados têm essa prerrogativa. Não iremos pedir que a base faça nada de afogadilho. Vamos trabalhar pela aprovação. Pode ser que aconteça em maio, em julho, isso vai depender da AL”, afirmou.

 

O secretário lembrou que a expectativa do Estado é arrecadar cerca de R$ 180 milhões. O montante será destinado exclusivamente à área da Saúde.

 

“Esse projeto nos possibilitará colocar R$ 180 milhões na Saúde, folgando um pouco o caixa do Estado. Todos sabem o problema da Saúde. O que queremos é tentar melhorar, fazer a virada de chave na Saúde. E o fundo é o caminho mais rápido para que possamos amenizar o problema”, disse.

 

“Mas volto a dizer: não depende do Governo. Dependemos dos deputados. Assembleia é democrática. Os deputados têm o direito de discutir, debater e nós vamos respeitar isso”, acrescentou.

 

Dos cerca de R$ 180 milhões previstos para a Saúde, a expectativa, conforme o projeto, é arrecadar R$ 107,2 milhões, entre os meses de junho e dezembro deste ano.

 

E mais R$ 76,6 milhões para o período entre janeiro e maio de 2019.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Projeto chega à Assembleia; veja quais setores vão contribuir

 

Botelho: AL deve fazer “amarras” para evitar desvio de finalidade

 

Botelho revela manobra da oposição, mas acredita em aprovação

 

Presidente da AL: Fundo será discutido somente se for para Saúde

 

MPE quer que fundo proposto por Taques auxilie os filantrópicos

 

Santa Casa não recebe emenda e interrompe novos atendimentos

 

Novo fundo do Executivo terá R$ 500 mi em um ano, diz Taques

 

“Clima na AL não é favorável para aprovar fundo”, diz Botelho




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web