Cuiabá, Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
GESTÃO MENDES
08.11.2018 | 17h50 Tamanho do texto A- A+

“PSB não tem interesse em compor Governo e não pedirá cargos”

Deputado Max Russi, ex-correligionário do futuro governador, diz que manterá diálogo

Alair Ribeiro/MidiaNews

O deputado estadual Max Russi disse que PSB não quer participar do Governo

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O deputado estadual Max Russi (PSB) afirmou que seu partido não tem qualquer interesse em participar da gestão do governador eleito Mauro Mendes (DEM).

 

O parlamentar disse que, passada a eleição, sequer conversou com o futuro governador.

 

“O PSB não tem interesse em fazer parte do Governo. O partido não vai pedir cargos, nada nesse sentido. O PSB é apenas um partido que quer contribuir com o Estado. Contribuir com ideias, sugestões, opiniões, críticas”, disse, em entrevista à Rádio Capital.

 

A sigla, que é aliada do governador Pedro Taques (PSDB), elegeu dois deputados para a próxima legislatura. Além de Max Russi, o Doutor Eugênio de Paiva, que é da região do Araguaia.

 

O PSB não tem interesse em fazer parte do Governo, o partido não vai pedir cargos, nada nesse sentido. O PSB é apenas um partido que quer contribuir com o Estado

“Eu e o Doutor Eugênio vamos trabalhar com demais filiados a construção do partido, mas o PSB não tem pressa nisso e não tem interesse em compor com o Governo”, afirmou.

 

De todo modo, Russi disse que não tem inimizades com o Mauro Mendes. O governador eleito era do mesmo partido do deputado, antes de filiar-se ao DEM, em março deste ano.

 

“Sou homem de diálogo, que trabalha construindo e não desconstruindo. Tenho amizade com Mauro, ele me ajudou na minha eleição passada e a gente terá um trabalho bastante tranquilo”, disse Russi.

 

“Nós, deputados, temos obrigação de contribuir com o novo Governo. Eu ainda mais, pelo conhecimento que tenho. Sou um dos parlamentares que talvez tenha mais experiência ali naquela casa. Já fui vereador, presidente de Câmara, prefeito por dois mandatos, fui secretário da Casa Civil, portanto, tenho uma visão boa do Estado e acho que isso pode somar”, acrescentou o deputado.

 

Continuidade de programa

 

Russi, que também comandou a secretaria de Assistência Social, afirmou que dará algumas sugestões ao governador eleito Mauro Mendes e adiantou que uma delas é a ampliação do Programa Pró-Família.

 

Este é um programa de transferência de renda, que atende pessoas que vivem abaixo da linha da miséria  no Estado.

 

É concedido um valor de R$ 100 por família, além de amparo em programas de emprego e renda e R$ 100 aos agentes comunitários de saúde que ajudam a executar o programa.

 

“O Pró-Família é um programa que o PSB vai defender, são 3 mil agentes de saúde que fazem parte desse programa. São mais 20 mil famílias participando, é um recurso que é um fundo de erradicação da pobreza, um programa que já deu resultado. E a gente espera que o governador chegue e melhore esse programa”, disse Russi.

 

“Ainda temos mais de 100 mil famílias abaixo da linha da pobreza em Mato Grosso. Tenho certeza o deputado Eugênio quer trabalhar muito na área da Saúde e vamos trabalhar muito também para que possamos ter um Estado que gere oportunidades a todos. Essa será a pauta do nosso trabalho. As ações que vierem nesse sentido, terão todo nosso apoio”, acrescentou.




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
2 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

lucio  09.11.18 14h08
o PSB perdeu muito desde 2017 com evasões e em 2019 perdera mais ainda em musculatura.
3
2
lucio  08.11.18 18h48
vc esta enganado carissimo...Ou querendo enganar!
8
2