ENQUETES

A que você atribui a renovação da Assembleia e da Câmara neste ano em MT?

PUBLICIDADE

Política / CASA DOS HORRORES
11.01.2018 | 16h55
Tamanho do texto A- A+

Presidente nomeia 18 assessores que não precisam ir à Câmara

Nomeações dos chamados assessores parlamentares externos estão publicadas no Diário de Contas

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O presidente da Câmara, Justino Malheiros, que fez as nomeações

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Justino Malheiros (PV), nomeou 22 assessores parlamentares, dos quais 18 são os denominados "assessores parlamentares externos".

 

Na prática, são funcionários que não têm a obrigação de comparecer ao local de trabalho.

 

As nomeações estão publicadas no Diário de Contas, que circula nesta quinta-feira (11), mas são retroativas a 5 de janeiro.

 

Os salários dos servidores vão de R$ 1,5 mil a R$ 3,5 mil para os assessores externos. Já os quatro assessores parlamentares têm salário de R$ 4 mil.

 

O cargo de assessor externo foi criado no final do ano passado, quando a Câmara realizou uma reestruturação, alterando a lei 6.159/2017.  

 

Nos bastidores, a mudança foi batizada de “legalização dos servidores fantasmas”.

 

Ao todo, deverão ser contratados 292 “assessores externos”.

 

Os servidores que ocupam esses cargos são responsáveis, por exemplo, por recolher informações e/ou reclamações na cidade para subsidiar indicações a serem feitas pelos vereadores (necessidade de construir uma ponte, tapar buraco, entre outros).

 

As indicações são direcionadas ao prefeito ou às secretarias do Município.

 

No Diário de Contas de hoje também é publicada a nomeação da secretária de Comunicação do Legislativo, jornalista Elizângela Tenório, com salário de R$ 12 mil.

 

Veja a lista das nomeações, com os respectivos salários:

 

Elizangela Tenório Pereira - cargo em comissão de Secretário de Comunicação CSC-CM 01, a partir de 03/01/2018. R$ 12 mil

 

Ademilson de Carvalho - cargo em comissão de Assessor Parlamentar IV CTMD-CM06, a partir de 05/01/2018. – R$ 4 mil

 

Hélcio Carlos Viana Pinto - cargo em comissão de Assessor Parlamentar II CTMD-CM04, a partir de 05/01/2018. – R$ 5 mil  

 

Rodrigo Oliveira da Silva - cargo em comissão de Assessor Parlamentar IV CTMD-CM06, a partir de 05/01/2018. – R$ 4 mil

 

Marcela Cristiane Ribeiro Brito - cargo em comissão de Assessor Parlamentar IV CTMD-CM06, a partir de 05/01/2018. - R$ 4 mil

 

Davilson Barbalho Câmara - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo IX CTMD - CM 11, a partir de 05/01/2018. – R$ 1,5 mil

 

Advair Alves da Fonseca - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo V CTMD - CM 07, a partir de 05/01/2018. R$ 3,5 mil

 

Cleo da Costa - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VIII CTMD -CM 10, a partir de 05/01/2018. – R$ 2 mil

 

Hélio Fortes de Jesus Júnior - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VI CTMD - CM 08 , a partir de 05/01/2018. R$ 3 mil

 

João Batista de Almeida e Silva - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VII CTMD -CM 09, a partir de 05/01/2018. R$ 2,5 mil

 

Laís Medeiros do Canto - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VII CTMD -CM 09, a partir de 05/01/2018. R$ 2,5 mil

 

Marcelino Martins da Cruz - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo V CTMD - CM 07, a partir de 05/01/2018. R$ 3,5 mil

 

Sérgio Ferreira Nunes - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo IX CTMD - CM 11, a partir de 05/01/2018. R$ 1,5 mil

 

Sebastião Batista da Cruz - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VII CTMD -CM 09, a partir de 05/01/2018. R$ 2,5 mil

 

Sebastião de Campos - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VIII CTMD -CM 10, a partir de 05/01/2018. R$ 2 mil

 

Silvana Auxiliadora Januário dos Santos - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VIII CTMD-CM 10, a partir de 05/01/2018. R$ 2 mil

 

Patrícia Carla de Barros - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VIII CTMD -CM 10 , a partir de 05/01/2018. R$ 2 mil

 

Samuel Alves Xavier - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VII CTMD -CM 09, a partir de 05/01/2018. R$ 2,5 mil

 

Abel Oliveira Cáceres - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VII CTMD -CM 09, a partir de 05/01/2018. R$ 2,5 mil

 

David Gualberto Guimarães - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VII CTMD -CM 09, a partir de 05/01/2018. R$ 2,5 mil

 

Izelço Ferreira Peres - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VII CTMD -CM 09, a partir de 05/01/2018. R$ 2,5 mil

 

Caio Júlio César Gimenez - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo VII CTMD -CM 09, a partir de 05/01/2018. R$ 2,5 mil

 

Maria de Jesus Pereira - cargo em comissão de Assessor Parlamentar Externo IX CTMD - CM 11, a partir de 05/01/2018. R$ 1,5 mil




Clique aqui e faça seu comentário


26 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

andre  12.01.18 14h55
Um cidadão como este deve ser preso imediato. É escandaloso atitude como tal. Aliás, para que Câmara de Vereadores? Não fazem falta se forem fechadas, extintas, fumaceadas.
23
0
Mauro  12.01.18 14h33
A verdade é que todo servidor público tem o dever de trabalhar. A forma de dar transparência da execução do trabalho, no mínimo, é o controle de frequência. Tal situação foi resolvida na Secretaria de Saúde somente depois de instalação dos pontos eletrônicos e fiscalização pelo Ministério Público. Até hoje não entendi porque o Ministério Público não se ateve a tal problema. O problema de servidores fantasmas não ocorre somente na Casa dos Horrores, ele é notório na Assembleia Legislativa. Precisamos que o Ministério Público também tome as medidas necessárias para o restabelecimento da legalidade e da moralidade no âmbito do legislativo.
13
0
Zeca  12.01.18 12h54
Será que um dia iremos ter um vereador capaz de lutar para que a câmara deixa de ostentar esse nome casa dos horrores, tá difícil.voooote.
12
0
Mozart  12.01.18 12h17
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Palhaçada...
4
0
Xavier  12.01.18 12h11
Esse povo tão todos loucos, isso é o resultado da impunidade que impera neste País, os políticos usa e abusa e nada lhes acontece, e o povo também, na próxima eleição eles elegem os mesmos políticos, o povo brasileiro são muito acomodado muito cordeirinho, só ficam reclamando sentado no seu sofá através das redes sociais, não vão pra rua quebra o pau, reclamar seus direitos, bora pra rua como fizemos na época do impeachment da ex Presidente Dilma.
13
0
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web