Cuiabá, Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018
RELAÇÃO COM AL
09.10.2018 | 17h53 Tamanho do texto A- A+

Mendes: "Quem não fizer política do bem vai criar zona de atrito"

Governador eleito afirma que fiscalização por parte de deputados estaduais será bem-vinda

Alair Ribeiro/MidiaNews

O governador eleito Mauro Mendes: "Relação com AL será respeitosa"

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O governador eleito, Mauro Mendes (DEM) afirmou que não terá dificuldades no relacionamento com a Assembleia Legislativa, desde que aqueles eleitos para a próxima legislatura “façam política para o bem”.

 

“Tenho dito que se os deputados forem – e acredito que são – pessoas do bem, que querem fazer política para o bem, para Mato Grosso, fazer o que é bom para nosso Estado e nossa população, não terei nenhuma dificuldade de relacionamento”, disse, em entrevista ao MidiaNews.  

 

“Agora, se alguém quiser alguma coisa diferente disso, pode ter certeza que vai criar uma zona de atrito. Mas acredito que a maioria absoluta são pessoas de bem e que vão tocar seus mandatos pensando em Mato Grosso e na maioria da nossa população”, acrescentou.

 

Se alguém quiser alguma coisa diferente disso, pode ter certeza que vai criar uma zona de atrito. Mas acredito que a maioria absoluta são pessoas de bem e que vão tocar seus mandatos pensando em MT

Mendes afirmou também que manterá uma relação respeitosa com os parlamentares.

 

Ele disse, inclusive, que precisará da ajuda do Poder Legislativo para fiscalizar atos dos servidores públicos do Estado, bem como a execução de obras pelo poder público.

 

“Eu vou tratar a Assembleia com todo o respeito que tem que dispensar aos Poderes constituídos, respeitando as prerrogativas legais que eles têm de legislar e de fiscalizar o trabalho”, disse Mendes.

 

“A fiscalização será muito bem vinda porque eu, como governador, não dou conta de fiscalizar 70 mil servidores, fiscalizar obras no Estado inteiro. Quero que eles exerçam verdadeiramente esse papel porque vai ser uma grande contribuição à nossa administração e a Mato Grosso”, acrescentou o prefeito.

 

Por fim, o democrata disse que manterá sempre um diálogo com o Legislativo e demais Poderes.

 

“O poder tem que ser exercido com muita serenidade, muita sabedoria e humildade. Mas com autoridade do cargo que me foi conferido, eu vou dialogar sempre, usando como a maior arma a verdade. Vamos mostrar os cenários para que as decisões sejam tomadas por mim e por todos os envolvidos”.

 

“É com a verdade que nós queremos fazer as próximas batalhas e conquistar as vitórias que não serão minhas, mas sim de Mato Grosso. Tudo isso, para colocar o Estado no eixo, honrando seus compromissos com fornecedores, servidores e com o cidadão, entregando serviços públicos melhores”, concluiu.

 

Veja um trecho da entrevista:

 



Leia mais sobre o assunto:

“MT está num atoleiro, teremos que tomar medidas duras”, diz MM

 

“Não dou Pasta para partidos; quem não der certo, game over”

 

 




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia