Cuiabá, Segunda-Feira, 17 de Dezembro de 2018
"RESPONSABILIDADE”
12.10.2018 | 11h40 Tamanho do texto A- A+

Mendes cita "desafio gigante" e diz não estar “eufórico”; assista

Governador eleito disse ter noção das dificuldades que irá enfrentar nos próximos 4 anos

Alair Ribeiro/MidiaNews

O governador eleito, Mauro Mendes (DEM), que diz ver vitória com humildade

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Eleito no último final de semana com uma votação bastante expressiva, o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) afirmou que não está "eufórico" com o fato de ser governador de Mato Grosso pelos próximos quatro anos.

 

Ele disse que vai encarar a missão com muita cautela, pois tem certeza de que enfrentará dificuldades à frente do Palácio Paiaguás, especialmente por conta da questão financeira.

 

“Vejo essa vitória com muita humildade. O exercício de um cargo como esse tem que ser feito com muita responsabilidade. Talvez por ter noção de que há um desafio gigante pela frente, vejo com muita cautela. Não estou eufórico”, disse Mendes, em entrevista ao MidiaNews.

 

Ele afirmou também que, a partir de agora, carrega uma grande responsabilidade que lhe foi conferida pela voto da população. 

Talvez por ter noção de que há um desafio gigante pela frente, vejo com muita cautela. Não estou eufórico

 

“Tenho alguma experiência na minha vida privada, experiência como prefeito de Cuiabá e tenho uma razoável noção do tamanho da confusão e do tamanho do desafio”, afirmou.

 

“Então, olho para esse cargo com muita responsabilidade. Em nenhum momento me vejo diferente, nem melhor. Estar governador por quatro anos não muda sua vida. Só te dá mais responsabilidade e mais trabalho. Como sempre gostei de trabalho, estou disposto e com muita vontade de enfrentar desafios”, completou.

 

"Vitória maiúscula”

 

Mendes também afirmou que não esperava ser eleito ainda no primeiro turno. Ele recebeu 840.094 votos.

 

O político disse que a votação ficou acima daquilo que era esperado por ele e pelo seu grupo político, especialmente por disputar contra o atual governador Pedro Taques (PSDB) e o senador Wellington Fagundes (PR).

 

“No início da campanha, até por ter dois candidatos – um governador no exercício e um senador, um político com 28 anos de vida pública e com relativo conhecimento em muitas cidades do Estado – pensamos que poderia sim ser uma eleição de dois turnos, mas, independente disso, fizemos nosso trabalho”, disse.

 

“Mostramos a nossa história, nossas propostas e fizemos o bom debate. Graças a Deus conseguimos uma vitória importante e no primeiro turno, que vai nos permitir trabalhar mais para preparar a transição. Não haverá novos custos, nem desgaste desnecessário. Isso vai permitir focar mais naquilo que importa que é planejar e trabalhar Mato Grosso pelos próximos anos”, concluiu.

 

Veja um trecho da entrevista:

 




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
6 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Graci Ourives de Miranda  13.10.18 11h02
Gostei muito, Mauro Mendes, "gente que mente me dá coceira". Graci Ourives de Miranda
5
5
Marcos  13.10.18 08h36
Falar e prometer e facil, quero ver quando começar a ver a realidade, alem de estar rodeado de cobras e vermes da velha politica, alem de ter que colocar os afilhados que nao foram eleitos podem esperar que os cargos estarm na mao de políticos e raposas. Favaro, valtenir Mauro savi, e por ai vai
15
2
Rodrigo  13.10.18 05h32
Não vai cumprir as promessas!
16
3
Campos  12.10.18 23h01
"tenho uma razoável noção do tamanho da confusão e do tamanho do desafio”. É! durante a campanha voce não dizia isso... falava que sabia tudo, que era melhor do que o governador... mas não se preocupe, daqui a quatro anos, voce também perderá no primeiro turno...
19
3
carleth castro  12.10.18 21h56
É uma missão árdua, no entanto teremos um Governador com perfil de bom administrador.Fui talvez os primeiros a admitir que esta eleição seria resolvida em primeiro turno com a vitória de Mauro Mendes. Inclusive fiz comentários em Facebook. Para mim não foi surpresa a vitória.
6
12