ENQUETES

O que você achou da eliminação da seleção brasileira da Copa da Rússia?

PUBLICIDADE

Política / DISPUTA PELO GOVERNO
09.07.2018 | 14h53
Tamanho do texto A- A+

"Mauro tem potencial, mas Taques não está morto", afirma Maggi

Ministro da Agricultura vê cenário favorável para os três principais candidatos ao Governo do Estado

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O ministro da Agricultura Blairo Maggi e o governador Pedro Taques: cenário competitivo

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) afirmou que o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), é um candidato com potencial de vitória e preparado para fazer uma boa gestão.

 

Apesar disso, defendeu que o governador Pedro Taques (PSDB), que vai à reeleição, tem a estrutura do Governo a seu favor e não é um candidato morto.

 

“O Mauro é um bom candidato. Tem um bom potencial. Tenho certeza que será um bom gestor se for eleito governador. Ele tem grandes chances de se eleger e fazer um bom mandato. Mas o Pedro não está morto”, disse em conversa com a imprensa, no evento AgroMT, nesta segunda (09), no Parque de Exposições Jonas Pinheiro, em Cuiabá.

 

“O governador, na sua posição, com sua estrutura de governo, e pelo o que ele fez nesse período, também é muito competitivo”, completou.

 

O governador na sua posição, com sua estrutura de governo, e pelo o que ele fez nesse período, também é muito competitivo

Blairo chegou a ir à residência de Mendes, no último final de semana, em uma visita de cortesia. O ex-prefeito rompeu o tendão de Aquiles na semana passada.

 

Ele confirmou que ambos conversaram sobre política. Blairo, entretanto, evitou falar em apoio à pré-candidatura de Mendes.

 

“O Mauro tem que buscar os espaços para compor. Porque para disputar uma eleição, precisa de grupo político. Sozinho, não vai a lugar nenhum. A carreira a gente ganha quando acerta as regras. Quem vai disputar com quem”, disse.

 

“Conversamos, sim. Ele está tentando articular um grupo maior. Assim como converso com o Wellington [Fagundes], como converso com o Pedro. Eu converso como todo mundo. Lá no meu Ministério passam muitos parlamentares, prefeitos e vamos conversando sempre sobre política. Mas a decisão de onde vai e o que vai fazer é de cada um. Não quero ter essa responsabilidade”, afirmou.

 

Cenário igualitário

 

Para Blairo, Taques, Mendes e o senador Wellington Fagundes (PR) estão em um cenário igualitário na disputa pelo Governo do Estado.

 

“Eu vi uma pesquisa essa semana e praticamente está tudo meio igual. A campanha começando agora. E isso demonstra a força política dos três”, disse.

 

Ele, entretanto, afirmou que sequer irá sugerir ao PP uma chapa para coligar.

 

Desde fevereiro, Blairo anunciou a saída do cenário político assim que encerrar a gestão do presidente Michel Temer (MDB), em dezembro deste ano. No anúncio, disse que também não participaria das articulações políticas para o pleito eleitoral deste ano em Mato Grosso.

 

“O PP vai escolher o caminho dele. Não serei eu que vou determinar qual rumo eles irão. Eu já falei para o Ezequiel [Fonseca], para o Neri [Geller]. Nós temos vários candidatos a deputados estaduais que estão trabalhando, que tem suas estruturas. E eles vão decidir o melhor caminho. Eu não quero essa responsabilidade sobre meus ombros”, resumiu.

 

Leia também:

 

Maggi: Governo Temer não tem condições de resolver crise política




Clique aqui e faça seu comentário


1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

José Gonçalves  10.07.18 08h34
O Mauro pode até perder essa disputa por causa da burrada que fez se filiando ao DEM, seu eleitor não engoliu isso.
11
4
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web