ENQUETES

A que você atribui a renovação da Assembleia e da Câmara neste ano em MT?

PUBLICIDADE

Política / ACUSADO
02.05.2018 | 16h42
Tamanho do texto A- A+

“Indignado", Maggi diz: STF já arquivou denúncia a pedido da PGR

Blairo Maggi foi denunciado pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O ministro Blairo Maggi: "denúncia causa profunda estranheza"

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) disse ter recebido com “profunda estranheza e indignação” a denúncia, oferecida contra ele nesta quarta-feira (2) pela Procuradoria-Geral da República (PGR), por suposta participação, em 2009, em um  esquema de compra e venda de vagas no Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT).

 

A denúncia é assinada pela procuradora-geral da República, Raque Dodge. Nela, Maggi é acusado da prática de corrupção passiva.

 

“O ministro Blairo Maggi deixa claro que causa profunda estranheza e indignação a denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República, uma vez que o mesmo fato já foi objeto de investigação em 2014 e arquivado a pedido da própria PGR”, disse Maggi, em nota encaminhada à imprensa.

 

O ministro Blairo Maggi deixa claro que causa profunda estranheza e indignação a denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República, uma vez que o mesmo fato já foi objeto de investigação em 2014 e arquivado a pedido da própria PGR

Conforme o político, o inquérito relativo ao caso estava sob relatoria do ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Tóffoli e foi arquivado pela 2ª turma, em razão de ausência de provas.

 

Maggi diz que o oferecimento de uma nova denúncia pela procuradora Raquel Dodge é um “desprestígio absoluto” à autoridade de decisão já proferida pela 2ª Turma do STF.

 

“Desta vez, este mesmo caso é objeto de novo inquérito que tem o ministro Luiz Fux como relator, porém sem novos argumentos ou provas. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, desconsiderando completamente a decisão de arquivamento do STF ofereceu nova denúncia”, disse Maggi.

 

“Essa postura da Procuradoria Geral da República é uma violência contra a competência do ministro Dias Toffoli e desprestígio absoluto à autoridade de decisão já proferida pela 2a Turma do Supremo Tribunal Federal”, concluiu o político.

 

Leia na íntegra a nota do ministro:

 

"NOTA À IMPRENSA

 

O ministro Blairo Maggi deixa claro que causa profunda estranheza e indignação a denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República, uma vez que o mesmo fato já foi objeto de investigação em 2014 e arquivado a pedido da própria PGR.

 

Na época, o inquérito n 3842, da relatoria do ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, foi arquivado pela 2a turma do STF por falta de provas.

 

Desta vez, este mesmo caso é objeto de novo inquérito que tem o ministro Luiz Fux como relator, porém sem novos argumentos ou provas. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, desconsiderando completamente a decisão de arquivamento do STF ofereceu nova denúncia.

 

O ministro ressalta ainda que essa postura da Procuradoria Geral da República é uma violência contra a competência do ministro Dias Toffoli e desprestígio absoluto à autoridade de decisão já proferida pela 2a Turma do Supremo Tribunal Federal.

 

Assessoria de imprensa

Ministro Blairo Maggi"

 

Leia mais sobre o assunto:

 

PGR denuncia Blairo e Sérgio Ricardo por corrupção ativa na Ararath

 




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web