ENQUETES

Como você avalia o atendimento do Detran-MT?

PUBLICIDADE

Política / GANHA TEMPO
12.09.2017 | 09h22
Tamanho do texto A- A+

Governo define empresa que vai gerir 7 unidades por 15 anos

Palácio Paiaguás afirma que Estado vai economizar R$ 134 milhões no período

Arquivo

Clique para ampliar

A empresa ficará responsável pela unidades durante prazo de 15 anos

DA REDAÇÃO

O Consórcio Rio Verde Ganha Tempo foi o vencedor da concorrência pública para a expansão do Programa Ganha Tempo no Estado. A homologação da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) foi publicada no Diário Oficial do Estado que circula nesta terça-feira (12).

 

O consórcio será o responsável pela gestão, operação e a manutenção de sete novas unidades do Ganha Tempo no modelo de concessão administrativa em parceria público privada (PPP), pelo período de 15 anos.

 

O prazo para implementação das sete novas unidades é de 12 meses, após a assinatura do contrato, que deve ser firmado nos próximos 30 dias.

 

O presidente da comissão de licitação, o secretário-adjunto de Administração Sistêmica, Marcos Sovinski, destaca que a contratação da empresa gera uma economia de R$ 134 milhões em relação ao preço estimado para a gestão das sete unidades.

 

Conforme o gestor, o valor por atendimento a ser pago pelo Governo do Estado para o Consórcio Rio Verde é de R$ 13,30. Esse valor é multiplicado pela demanda de atendimentos nas sete unidades.

 

O valor máximo admitido para a gestão das unidades é de R$ 17,78 por atendimento. Entre as propostas julgadas, o consórcio homologado teve a melhor nota, média de 95,4, somadas as notas técnicas e comerciais.

 

“A implantação do programa Ganha Tempo tem o objetivo de oferecer atendimento de qualidade, em um ambiente seguro e confortável para a população do estado. E esse procedimento permitiu que isso aconteça da maneira mais vantajosa para os cofres públicos”, pontuou o titular da Setas Max Russi.

 

As novas unidades serão construídas em Cuiabá (região da grande Morada da Serra), Sinop, Cáceres, Rondonópolis, Barra do Garças, Lucas do Rio Verde e Várzea Grande.

 

As novas unidades serão classificadas como grande, médio e pequeno porte, atendendo a demanda da população local. Somente Cuiabá, pela quantidade populacional, receberá o selo de grande porte.

 

As unidades de médio porte serão construídas em Sinop, Cáceres, Rondonópolis e Várzea Grande. As construções de pequeno porte estarão em Lucas do Rio Verde e Barra do Garças.

 

Todas serão construídas em pontos estratégicos, para que sejam acessadas pelo maior número possível de moradores destes municípios e de localidades do entorno.

 

A previsão é de que a carta de atendimento compreenda 104 serviços, ofertados por 21 parceiros. Entre eles, a emissão da carteira de identidade, pagamentos de contas, fotos 3x4, entre outros serviços que serão disponibilizados por parceiros como: Defensoria Pública, Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Correios, Secretaria de Estado de Seurança Pública (Sesp), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), além da própria Setas.




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados