ENQUETES

Você acha que os políticos, conselheiros e empresários alvos da PF serão condenados?

PUBLICIDADE

Política / PLANO DE AÇÕES
20.04.2017 | 08h28
Tamanho do texto A- A+

Gestão discute aperfeiçoamento de consignados

"Objetivo, entre outros pontos, é dar segurança nas transações realizadas", disse secretário

Marcus Mesquita/MidiaNews

Clique para ampliar

O secretário Júlio Modesto: objetivo é buscar segurança nas transações

DA REDAÇÃO

A Secretaria de Estado de Gestão (Seges) realizou uma rodada de discussão com todos os bancos que mantêm contratos de cartão e consignados para os servidores públicos do Executivo e com a Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP), responsável pelo sistema que gerencia os consignados. As reuniões ocorreram entre os dias 18 e 19 de abril com a intenção de aprimorar a governança sobre os consignados a partir do controle sobre todas as movimentações, gerando maior segurança para os servidores e instituições envolvidas.

 

O Secretário de Estado de Gestão, Júlio Modesto, pontua que as mudanças implementadas visam, acima de tudo, a segurança nas transações realizadas e a preservação dos direitos das partes envolvidas neste processo, em especial, os servidores públicos do Estado. Os próximos passos incluem conveniar novas instituições financeiras com taxas mais competitivas e, portanto, mais baratas, além de apoiar atividades de educação financeira.

 

Conforme o secretario adjunto de Gestão de Pessoas da Seges, Carlos Campelo, o órgão atua proativamente perante os bancos, visando a melhoria na qualidade do atendimento para os servidores.

 

“Chamamos todos os bancos e passamos pra eles as diretrizes de como devemos agir de agora em diante nas mais diversas situações, buscando a excelência no atendimento”, explica.

 

Na avaliação da representante da empresa CIP, Paula Andreia Bernardo, a ocasião foi importante para que se possa reavaliar o trabalho que está sendo feito. Conforme a gerente de negócios, a equipe sai do encontro com várias atividades programadas, além de pequenas mudanças no sistema e uma revisão nas regras de negócios.

 

“Após a implantação do sistema é imprescindível que possamos parar para avaliar o que deu certo, e as melhorias que precisamos fazer. Em cima dos apontamentos da Seges, dos bancos e dos servidores, traçamos um plano de ações para melhorar o sistema”, conta a representante.

 

Participaram da ocasião sete instituições bancárias. Entre elas, esteve a Daycoval, uma instituição financeira especializada em crédito para empresas, Pessoa Física e investimentos.

 

“O secretario e a equipe da Seges sempre mantiveram as portas abertas para quando precisamos de informações, nosso relacionamento sempre foi muito tranquilo e aberto, portanto eu estou muito segura para trazer as questões que precisam ser melhoradas porque sei que teremos um retorno”, afirma Marcia Dezorzi, gerente regional do banco Daycoval.

 

Novo modelo

 

A Secretaria iniciou em dezembro de 2016 um novo modelo de gerenciamento de consignados baseado principalmente, na transparência das operações financeiras e na preservação dos dados dos servidores, que têm total autogestão de todo o processo.

 

Para viabilizar a implantação desse novo sistema, a Seges firmou um Acordo de Cooperação com a CIP, com o objetivo de promover o intercâmbio técnico de informações e a mútua colaboração para o processamento de dados para cálculo, controle e gestão de consignação dos servidores públicos estaduais.

 

A CIP é uma associação civil sem fins lucrativos, composta por 40 bancos associados que tem como interveniente a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). A instituição foi selecionada pela Seges após um processo criterioso para operar o Serviço de Controle de Consignação do Estado de Mato Grosso. O contrato não traz ônus para o Governo e tem vigência de 12 meses.




Clique aqui e faça seu comentário


1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Marcos  21.04.17 10h38
Terao porventura a dignidade de abrir para comissionados que ganhamos muito mal, fazemos e assumimos muito por MT E PRECISAMOS destes creditos. ATTA
0
0

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados