ENQUETES

Como você vai gastar seu 13º salário?

PUBLICIDADE

Política / CÂMARA
06.12.2017 | 15h39
Tamanho do texto A- A+

CPI convoca Silval, ex-secretário, perito e irmão de prefeito

Lista de convocados e convidados foi aprovada na Câmara na manhã desta quarta-feira (06)

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O vereador Marcelo Bussiki, presidente da CPI que irá investigar o prefeito Emanuel Pinheiro

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

Os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que irá investigar o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB) aprovaram, nesta quarta-feira (06), a convocação do ex-governador Silval Barbosa para depor na Câmara. O prefeito foi convidado a participar e outras oito pessoas serão convocadas.

 

Segundo o presidente da CPI, Marcelo Bussiki (PSB) foram convocados – quando se é obrigado a comparecer – o empresário Marco Polo Pinheiro, irmão de Emanuel, o ex-chefe de Gabinete no Palácio Paiaguás, Sílvio César Correa Araújo e do ex-secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme), Alan Zanatta.

 

A CPI também convocou Valdecir Cardoso de Almeida, que foi assessor de Silvio Correa, responsável por instalar a câmera que filmou deputados estaduais recebendo maços de dinheiro, dentre eles o próprio Emanuel.

 

Por fim, será convocado o perito judicial Alexandre Perez, que realizou uma pericia no áudio gravado por Zanata, cujo laudo apontava que não houve edição da gravação.

 

O código estabelece que o acusado é o ultimo a ser ouvido e vamos aplicar aqui, para evitar nulidade

Já entre os convites – quando a presença não é obrigatória – estão, além de Emanuel, o delegado da Polícia Federal, Wilson Rodrigues de Souza Filho e os agentes da PF, Adha de Oliveira Omote e Marcelo Pimenta Orge, que atuaram  no cumprimento do mandado de busca e apreensão durante a Operação Malebolge.

 

De acordo com Bussiki, as oitivas começam em fevereiro de 2018. O prefeito Emanuel Pinheiro deve ser o último a ser ouvido.

 

“O Código do Processo Penal tem um rito. Então, em conjunto com a Procuradoria, vamos definir as datas e as ordens das pessoas a serem ouvidas. Contudo, o código estabelece que o acusado é o ultimo a ser ouvido e vamos aplicar aqui, para evitar nulidade”, disse Bussiki.

 

Sugestões

 

Os nomes foram apresentados pelo relator da comissão, Adevair Cabral (PSDB), e outros parlamentares interessados em contribuir com as investigações.

 

Algumas sugestões foram barradas pelo presidente da CPI. Entre elas, a convocação do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (PSB), de secretários de Emanuel e de três presidentes de sindicatos de servidores.

 

Segundo a procuradoria, os convites não tinham ligação com o objeto a ser investigado na CPI.

 

A CPI

 

A CPI irá analisar o vídeo em que o prefeito foi filmado recebendo maços de dinheiro no Palácio Paiaguás, à época em que era deputado estadual.

 

O vídeo foi feito por Silvio em seu gabinete e flagrou outros parlamentares pegando o que seria uma espécie de "mensalinho" para apoiar o Poder Executivo.

 

Além disso, também faz parte do objeto da investigação uma suposta tentativa de obstrução da Justiça por meio de uma gravação feita por Zanatta em que ele conversa com Silvio sobre detalhes da delação.

 

No áudio, segundo o requerimento de abertura da comissão, Zanatta tentou obter declarações de Silvio que pudessem inocentar o prefeito. Essa gravação foi entregue pelo ex-secretário a Emanuel.

 

São membros da CPI os vereadores Marcelo Bussiki (PSB), presidente, já os vereadores Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV), que são aliados de Emanuel, são relator e membro, respectivamente.

 

Leia também:

 

Emanuel diz respeitar a CPI, mas teme prejuízo à governabilidade




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados