ENQUETES

Qual sua expectativa sobre a seleção brasileira nesta Copa?

PUBLICIDADE

Política / CAMPOS OPOSTOS
12.06.2018 | 16h25
Tamanho do texto A- A+

Botelho: "Decisão de Mauro ao Governo não afetará relação com Taques"

Presidente da AL diz que continuará dando sustentação a Taques, a menos que seja dispensado

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), afirmou que a decisão de seu partido em construir a candidatura do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, ao Governo não irá afetar sua relação com o governador Pedro Taques (PSDB).

 

O parlamentar, segundo ele próprio já disse, recebeu apoio de Taques na eleição da Mesa Diretora em 2017. Em troca, o tucano pediu apoio de Botelho em um eventual projeto de reeleição.

 

“Eu continuo com a minha postura de defesa do Governo aqui dentro da Assembleia. Dando sustentação ao Governo. A menos que o governador me dispense. Fora isso, nossa relação aqui vai continuar a mesma, trabalhando tudo em prol da população”, disse em conversa com a imprensa, na manhã desta terça-feira (12).

 

“Temos projetos importantíssimos a serem votados aqui, como é o caso do Fundo da Saúde. Vou continuar trabalhando da mesma forma e nossa relação continuará sendo a mesma: franca e clara, como sempre fui com ele e como ele sempre foi comigo”, completou.

 

Continuo com a minha postura de defesa do Governo aqui dentro da Assembleia. Dando sustentação ao Governo. A menos que o governador me dispense

Apesar disso, Botelho afirmou que assim que começar oficialmente o processo eleitoral, irá apoiar o candidato do Democratas ao Governo.

 

“Eu vou, evidentemente, apoiar o candidato do partido. Mas não vou fazer uma campanha de críticas ao governador Pedro Taques. Por que não é meu estilo e tenho que respeitar esse tempo que estivemos juntos, que estamos juntos”, afirmou.

 

“Então, não vou criticar. Vou fazer uma campanha normal, dentro dos padrões democráticos, sem acusação, sem xingamento. Essa vai ser minha postura”, disse.

 

Viabilidade de candidatura

 

A definição de que Mauro deverá construir uma candidatura ao Governo foi confirmada em uma reunião na sede do DEM, em Cuiabá, na noite de segunda-feira (11).

 

A decisão foi tomada após os líderes democratas analisarem o resultado de uma pesquisa interna, feita pelo Instituto GPP Planejamento e Pesquisa.

 

Segundo Botelho, o ex-prefeito disse que espera construir uma viabilidade financeira para entrar oficialmente na disputa pelo comando do Palácio Paiaguás.

 

“Na reunião de ontem o Mauro comunicou que vai trabalhar sua candidatura. Pediu um prazo para construir isso, ver se vai conseguir construir apoios políticos, de outros partidos, em especial apoio financeiro para custear a campanha”, afirmou.

 

“Mas disse que o nome dele estava posto e que era para trabalhar a construção do nome. É isso que o DEM vai fazer a partir de agora”, completou.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Mendes diz que não é pré-candidato e quer viabilidade financeira

 

Em reunião, DEM define Mauro ao Governo e Jaime ao Senado




Clique aqui e faça seu comentário


1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Judemar mussini   12.06.18 17h55
Voto em mauro só se for candidato ao senado já tenho o meu candidato ao governo. Ok
10
9
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados