ENQUETES

Com mais esse escândalo, você acha que Temer deve renunciar?

PUBLICIDADE

Política / DISPUTA POR INDICAÇÃO
07.02.2017 | 10h53
Tamanho do texto A- A+

Assembleia deve buscar duas cadeiras no Tribunal de Contas

Deputado diz que Waldir Teis foi indicado pelo Governo mas vaga é do Legislativo

Marcus Mesquita/MidiaNews

Clique para ampliar

O deputado estadual José Domingos Fraga: duas vagas pra AL

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O deputado estadual José Domingos Fraga (PSD) afirmou que a Assembleia Legislativa deve reivindicar ao menos duas vagas da composição do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT).

 

A declaração é em resposta ao presidente da Corte, conselheiro Antonio Joaquim, que disse que, assim que se aposentar, em dezembro deste ano, sua vaga deverá ser destinada a um conselheiro substituto da Corte e que buscará a Justiça caso o Executivo e o Legislativo tentem indicar um nome.

 

Segundo a Constituição Federal, dos sete membros dos Tribunais de Contas, três vagas são indicadas pelo governador. Destas três, duas têm que ser preenchidas por conselheiros substitutos e procuradores de contas. As outras quatro vagas são preenchidas por indicação do Poder Legislativo.

 

No entanto, segundo Zé Domingos, o Executivo teria quatro nomeados. Isso porque o conselheiro Waldir Teis foi uma indicação do então governador Blairo Maggi (PP), mas esta vaga seria do Legislativo.

 

Antônio Joaquim, Valter Albano e o José Carlos Novelli são indicações de Dante de Oliveira. Já Humberto Bosaipo, Sergio Ricardo e Domingos Neto foram indicações do Legislativo.

 

O artigo 49 diz que tem que ser 4 a 3 para Assembleia. Mas como fica? Essa vaga do Teis é da Assembleia? Se for, não se discute, quando ele sair, indicamos

De acordo com o deputado, a Assembleia reivindica a vaga de Teis e a indicação do substituto do ex-conselheiro Humberto Bosaipo, vaga judicializada por conta de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) ajuizada pela Associação Nacional dos Auditores dos Tribunais de Contas do Brasil (Audicon). 

 

“Hoje, o artigo 49 não está sendo cumprido. O Teis ocupou a vaga que era da Assembleia, a indicação dele saiu pelo Poder Executivo. O artigo 49 diz que tem que ser 4 a 3 para Assembleia. Mas como fica? Essa vaga do Teis é da Assembleia? Se for, não se discute, quando ele sair, indicamos”, afirmou.

 

“A vaga do Bosaipo ficaria para Assembleia e a do Antonio Joaquim para os conselheiros substitutos, desde que a Assembleia recupere a vaga dela, que é a do Teis. Tem que ter bom senso ou vai para justiça”, disse.

 

Vaga de Bosaipo

 

Antes, porém, segundo Zé Domingos, outro imbróglio precisa ser resolvido, que é a vaga de Bosaipo, que renunciou ao cargo em 2014. Ele estava afastado desde 2011, após ser acusado de peculato e lavagem de dinheiro.

 

O processo de indicação para o substituto do ex-conselheiro só poderá ser retomado após o julgamento do mérito da ação que corre no Supremo Tribunal Federal.

 

Na ação, a Audicon diz ser inconstitucional a emenda que eleva o tempo necessário de experiência para que auditores de contas possam ser indicados a um cargo de conselheiro.

 

Entretanto, Zé Domingos diz que uma Proposta de Emenda a Constituição (PEC), de autoria de lideranças partidárias do Estado, corrige a suposta inconstitucionalidade. A medida deverá entrar em pauta nas próximas semanas no Legislativo.

 

“Vamos votar esta semana a PEC que revoga o que está sub judice. Se revogar, ela perde o objeto e no meu entender a Assembleia estará liberada para fazer a indicação. Até porque não se discute de quem é a vaga do Bosaipo, se discute a emenda que fala do tempo necessário para auditores de contas e Ministério Público de Contas serem indicados a conselheiros”, explicou.

 

Nos bastidores a informação é de que o próprio Zé Domingos deve ser o nome indicado para a vaga de Bosaipo. Ele, entretanto, não confirma esta informação.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

"Minha vaga será de um substituto; senão buscarei a Justiça"




Clique aqui e faça seu comentário


6 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

LUIS  08.02.17 11h28
DEVERIA TER CONCURSO PÚBLICO PARA OCUPAR AS VAGAS NO TC.
3
0
Paulo Sa  08.02.17 09h19
Quem mandou querer puxar saco do rei da soja! Derem a vaga pra ele de bom grado, aceitem! Agora o TCE funciona de forma irregular na medida em que não cumpre com a constituição, ou seja, não há auditor ou procurador de contas em sua composição! Assim, não interessa de quem é a "cadeira" ou "balanço" tem de regularizar com a devida urgência!
0
0
daniel  08.02.17 07h56
Os caras estão preocupados em quem vão indicar, pq tanto interesse? É só abrirem concurso para as vagas ai acaba com esta farra. Vamos trabalhar.
0
0
Gladston  07.02.17 17h58
Enquanto esses "nobres" cidadãos pensam olhando para seus umbigos o Mato Grosso... Só DEUS na causa!
0
0
isac povoas neto  07.02.17 12h29
Vamos fazer o seguinte caro deputado, fazer concurso publico, ai sim a coisa é seria. Agora ficar nessa encenação em causa própria. Poupe seus eleitores de mais isso.
11
7

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados