ENQUETES

Como você avalia o atendimento do Detran-MT?

PUBLICIDADE

Política / NOVO PS
12.11.2017 | 15h20
Tamanho do texto A- A+

Após impasse, prefeito diz que chegou a acordo com governador

Recurso obtido por meio de emenda da bancada federal deverá ser destinado à Prefeitura

Alair Ribeiro/MídiaNews

Clique para ampliar

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, que disse ter chegado a acordo com o governador

CINTIA BORGES E CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), afirmou que chegou a um acordo com o governador Pedro Taques (PSDB) quanto à destinação da emenda de R$ 82 milhões para a conclusão do Novo Hospital e Pronto-Socorro de Cuiabá.

 

Inicialmente, a previsão era para que o recurso fosse destinado para o Município. Com o acordo, ficou definido que o montante será encaminhado em sua totalidade ao Executivo Estadual e, de pronto, serão repassados R$ 30 milhões ou R$ 35 milhões à Prefeitura – ainda a ser definido pelo governador. 

 

O valor remanescente será firmado em um convênio entre o Governo e a Prefeitura e os valores serão definidos de forma fracionada, conforme um cronograma físico-financeiro.

 

“Na reunião, mostrei ao governador que o novo Pronto-Socorro vai ajudar muito o interior, porque 65% do atendimento é do interior. E, por outro lado, ele mostrou para mim que a crise que se instalou na saúde do Estado, em que ele precisava desse recurso para poder salvar unidades do interior”, disse o prefeito.

 

De acordo com Emanuel, o cronograma das obras e instalações na unidade já está pronto e deve ser apresentado à bancada federal, governador e Ministério Público Federal.

 

“Tá tudo pronto. Eu me preparei há meses para chegar no ponto em que está. Quero submeter ao crivo e à parceria do Ministério Publico. E depois vamos levar para a bancada federal e para o governador do Estado”, disse.

 

Em uma próxima reunião com o governador, o prefeito deve ainda tratar de uma dívida do Estado com a saúde pública da Capital de em média R$ 55 milhões.

 

Impasse

 

Desde o anúncio dos hospitais filantrópicos e regionais alegando falta de repasses por parte do Governo estadual, a bancada federal de Mato Grosso vem tentando auxiliar o Executivo. O passivo, em maio deste ano, chegou há mais de R$ 160 milhões.

 

O montante de R$ 82 milhões, fruto de emenda parlamentar, foi prometido ao Município para a compra de equipamentos do novo Pronto-Socorro. Com o anúncio da crise, parte dos parlamentares sugeriu a mudança de foco.

 

Em outubro deste ano, a bancada federal chegou a anunciar que retirou R$ 32 milhões da emenda para destinar o valor ao Governo do Estado.

 




Clique aqui e faça seu comentário


2 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Joarez Santod  12.11.17 18h54
Joarez Santod, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
Floencio  12.11.17 16h51
Ate que enfim alguma noticia boa. O novo pronto socorro..com a emenda desses federais, que esperamos ter consciencia d ajudar a novo pronto socorro. Se isso nao acontecer n pratica, podem todos esquecer de eleicoes..Se nao ajudarem a construir o novo pronto socorro, estarao fritos.
1
0

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados