ENQUETES

Como você vai gastar seu 13º salário?

PUBLICIDADE

Polícia / ROUBO E ASSASSINATO
06.11.2015 | 08h54
Tamanho do texto A- A+

Suspeita de arquitetar crime contra casal se entrega à polícia

Aline Macedo, de 19 anos, estava com mandado de prisão preventiva decretado

Reprodução

Clique para ampliar

Aline Macedo se entregou à Polícia Civil dentro do estacionamento de uma loja em Tangará da Serra

THAIZA ASSUNÇÃO
DA REDAÇÃO

A suspeita de arquitetar o roubo de uma caminhonete e o assassinato do casal Claudemir Ferreira, 41 anos, e Alessandra Scheffer, 24 anos, no município Juara (709 km de Cuiabá), entregou-se à Polícia Civil de Tangará da Serra (240 km da Capital) na noite de quinta-feira (5).

 

Aline Macedo, de 19 anos, estava com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, após um adolescente de 13 anos, que foi apreendido, confessar que ela o teria “contratado” para executar o crime.  O assassinato contou com a participação de outro menor de idade. Ele continua foragido.

 

Aline também confessou, em uma postagem na rede social Facebook, ser mentora do latrocínio (roubo seguido de morte).

 

Conforme a Polícia Civil, a acusada foi transferida nesta sexta-feira (6) para Juara, onde foi interrogada pelo delegado responsável do caso, Carlos Henrique Engelmann.

 

Ao delegado, ela disse estar arrependida do crime. Aline será  encaminhada para a Cadeia Pública da cidade de Portos e Gaúchos, (644 km de Cuiabá).

 

 Engelmann explicou que a Aline  irá respondes pelos crimes de duplo latrocínio, corrupção de menores e ocultação de cadáver.

 

O crime ocorreu no dia 13 de outubro. As vítimas foram encontradas mortas às margens de uma estrada vicinal no município.

 

Sei que o que fiz não foi certo, mas infelizmente aconteceu. Não posso mudar o passado. Agora vou procurar me entender com a lei. E vou pagar pelo que fiz

Aline era funcionária de um lava-jato de propriedade das vítimas e teria planejado o crime para vender a S-10 do casal para traficantes.

 

Postagem

 

A suposta confissão aconteceu na segunda-feira (2) em sua página pessoal do Facebook.

 

“Sei que o que fiz não foi certo, mas infelizmente aconteceu. Não posso mudar o passado. Agora vou procurar me entender com a lei. E vou pagar pelo que fiz”, disse a suspeita.

 

"Que fique bem claro que apenas estava junto e, sim, fui eu mesma quem planejou o assalto. Infelizmente, o homem reagiu e um dos menores atirou nele e o outro matou a mulher”, completou a acusada.

 

A mensagem foi apagada algumas horas depois de ser publicada.

 

Histórico violento

 

Conforme  o delegado Engelmann, a suspeita já tem passagem pela polícia por ter tentado matar a filha, de dois anos de idade, que perdeu alguns movimentos do corpo após a agressão.

 

“Na época, ela tinha 17 anos e respondeu por um ato infracional. A criança mora atualmente com outros parentes”, afirmou.

 

Aline é natural de Naviraí (MS) e a família dela é de Joinville (SC).

 

O crime

 

Claudemir e Alessandra foram executados a tiros e seus corpos jogados em um córrego, a cerca de oito quilômetros do centro de Juara.

 

A mulher estava com a cabeça coberta por um pano e com as mãos amarradas para trás do corpo. Já o homem apresentava várias perfurações no tórax.

 

 A S-10 roubada foi encontrada capotada, na MT-220, rodovia que liga Juara a Sinop.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Suspeita teria confessado planejar crime contra casal em MT

 

Jovem de 19 anos arquitetou roubo e morte de casal em MT, diz delegado

 

Menor de 13 anos é preso acusado de roubar e matar casal

 

Casal é morto a tiro; Corpos são jogados em estrada

 




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados