Cuiabá, Domingo, 9 de Dezembro de 2018
RESPOSTA AO C.V.
13.03.2018 | 15h00 Tamanho do texto A- A+

“Mato Grosso não é RJ; aqui facções criminosas não têm vez”

Supostos membros do Comando Vermelho invadiram unidade para repreender alunos que fumavam

Alair Ribeiro/MidiaNews

O governador Pedro Taques, em evento na manhã desta terça-feira (13)

JAD LARANJEIRA E CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou nesta terça-feira (13) que facções criminosas “não têm vez” em Mato Grosso.

  

A declaração, dada durante evento partidário em Cuiabá, é em resposta a um vídeo que viralizou nas redes sociais, em que um grupo de alunos de uma escola no CPA 3 é repreendido por supostos membros da facção Comando Vermelho.

 

Em sua fala, o  governador fez questão de citar que Mato Grosso não é igual ao Rio de Janeiro, referindo-se à alta criminalidade no Estado, cuja Segurança está sob intervenção federal.

 

“Eu quero dizer de uma forma objetiva: Mato Grosso não é o Rio de Janeiro. Aqui facções criminosas não têm vez”, disse Pedro Taques.

 

De acordo com o político, a Secretaria de Estado e Segurança Pública (Sesp) está analisando a veracidade das imagens e, em seguida, tomará as providências.

  

O caso

 

O caso aconteceu na escola estadual Almira de Amorim Silva, localizada no Setor 1 do CPA 3.

 

Nas imagens, os alunos estão todos de joelhos, na quadra poliesportiva na unidade escolar, enquanto homens fazem ameaças, reprimindo-os por estarem fumando na unidade.

 

Os supostos integrantes da facção, que não aparecem no vídeo, ainda alertam que é melhor eles repreendê-los do que a Polícia Militar.

 

“Cês tão atrasando nosso corre, os cara tão ligando lá no CPA pra dar parte de vocês. É melhor ‘nós vir’ do que os homens vir e prender vocês tudinho de suas casas [sic]”, diz um deles.

 

Em seguida a segunda pessoa ainda afirma que a diretora e o guarda da escola estão os apoiando e que a Polícia não irá ajudá-los.

 

“’Nós’ tá dando um alerta pra vocês. E é a diretora que tá com nós, entendeu o guardinha? Nós estamos avisando que não pode. Na segunda que nós pegar vocês, vamos quebrar tudo no pau. E se tiver irmão envolvido [membro do CV] no meio, nós vai arrumar uma disciplina grande também. Hoje em dia Polícia não resolve mais nada, quem resolve é o Comando, vocês estão ouvindo, né?”, afirmou.

 

A dupla ainda ameaça os garotos, caso eles denunciem a repreensão para alguém.

 

“Nós é do Comando Vermelho MT, e se vocês fumar, ou ‘caguetar’ ou contar para família, cês tão no pau. O meu sangue até ferve de ter que largar as coisas lá em casa pra ter que vir aqui resolver ‘esse trem’ que já foi ‘passado a visão’ pra não estar fumando. Vocês já sabem: se pegar ‘cês’ na rua fumando o bagulho vamo quebrar vocês no pau. Vou passar no carro e vou dar tiro só de pistola”, eles falam.

 

Por fim, os homens ainda falam que, a partir de agora, eles irão até a escola todos os dias, de manhã, tarde e noite.

 

“Nós vai vir todo dia cedo tarde e noite, entendeu? Pode espalhar essa voz.  Aqui estuda criança especial, filho de preso”.

 

Após tomar conhecimento do vídeo, o Grupo de Combate ao Crime  Organizado (GCCO) foi até a escola e fez uma varredura para tentar identificar os envolvidos. No entanto, ninguém quis falar nada.

 

Um inquérito deve ser instaurado pela Polícia Civil para investigar o caso.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Homens que se dizem de facção ameaçam alunos; GCCO apura

 




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
12 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Albanir berigo  14.03.18 13h32
A polícia de mato grosso, esta de parabéns ; não dão trégua pra bandidos; O.governador tem apoiado a pjc
5
1
Leandro  14.03.18 07h54
enquanto as forças de segurança nai tiver Amparo nas leis judiciais as forças criminosas no Brasil tomaram de conta. enfim em vez de populacao ligar para as polícias vao ligar CV e para a Polícia civil criminal que PCC. então governador mude as leis nesse pais onde o PM e PC possa trabalhar com segurança e respaldado.
33
2
André   14.03.18 07h19
Interessante que se fosse um policial "dando essa visão", já haveria direitos humanos e o "escambal à quatro" e os marginais estariam fumando na quadra enquanto os policiais teriam que responder a processo disciplinar. E o pior de tudo é que depois dessa "visão", os meliantes não irão mais voltar. Mas se fossem detidos, seriam logo liberados por serem usuários e inclusive ameaçariam o "guardinha e a diretora". Valores invertidos, bandido fazendo papel de polícia, porque se a polícia fizer, a sociedade reprime!!!!
47
2
Cuca Beludo  14.03.18 00h34
Concordo com o Alex Rodrigues. Onde o Estado nao cumpre com suas obrigaçaoes, o CV coloca ordem e cobra disciplina.
30
6
CARLOS  13.03.18 23h38
Sr Governador o sr deve esta vivendo em outro ESTADO. Estamos totalmente dominados pelo poder paralelo em várias cidades de mato GROSSO. Enquanto vcs poderosos tem Guardas e apoio da segurança pública. Nós estamos aqui no total abandono por parte sa segurança. Outras pastas nem PRECISA falar
32
3