Cuiabá, Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
EM CUIABÁ
09.11.2018 | 08h10 Tamanho do texto A- A+

Delegado diz ter sido ameaçado com estilete antes de atirar

Agressor foi baleado na perna pelo policial; delegado foi levado para um hospital da Capital

Reprodução

Suspeito foi detido por populares até a chegada da PM

JAD LARANJEIRA
DA REDAÇÃO

O delegado Francisco Kunze, da Polícia Civil, que atirou na perna de um homem no final da tarde desta quinta-feira (8), relatou que o mesmo teria ameaçado a ele com um estilete, antes de atingi-lo com uma pedrada na cabeça.

 

O episódio aconteceu por volta das 18h, na Rua Estevão de Mendonça, no Bairro Quilombo, em Cuiabá.

 

Conforme o boletim de ocorrência, elaborado pela Polícia Militar, a confusão começou após o delegado passar em frente a um terreno que é de sua propriedade e avistar o suspeito com materiais suspeitos.

 

A Polícia relatou que o suspeito estava roubando fios de cobre do local.

 

Em seguida, o investigador parou no local e teria pedido ao homem que se retirasse dali, por não saber de quem se tratava. No entanto, o suspeito estaria com um estilete nas mãos e teria tentado atingi-lo.

 

O delegado relatou, então, que se dirigiu até o seu carro rapidamente, pegou o distintivo e se identificou, ordenando ao suspeito que deixasse o local.

Reprodução

Delegado Francisco Kunze

Delegado Francisco Kunze, atingido com pedrada na cabeça

 

Porém, o homem teria se apossado de várias pedras e arremessado no delegado. Uma delas atingiu a cabeça do policial, que revidou e atirou no suspeito, atingindo-o na perna, na altura do joelho.

 

A cena aconteceu próximo ao escritório do advogado Eduardo Mahon, que teve a porta de vidro atingida por dois disparos.

 

Populares que passavam pelo local ajudaram o delegado e detiveram o suspeito até a chegada da Polícia Militar.

 

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e encaminhou o agressor para a Policlínica do Bairrro Verdão, onde os médicos disseram que o tiro na perna não atingiu o osso e que ele não corria risco de morte.

 

Já o delegado, foi levado para o Hospital Santa Rosa com uma lesão na cabeça, por conta da pedrada.

 

A arma dele foi apreendida para realização de perícia.

 

O caso foi registrado na Central de Flagrantes da Polícia Militar e deve ser investigado pela Polícia Civil.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

 




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia