ENQUETES

Como você avalia o atendimento do Detran-MT?

PUBLICIDADE

Polícia / RONDONÓPOLIS
13.11.2017 | 16h58
Tamanho do texto A- A+

Delegado diz que matança pode estar ligada a fuga em massa

Thiago Damasceno diz que Polícia está concentrando esforços para esclarecer a autoria dos crimes

AgoraMT

Clique para ampliar

O delegado Thiago Damasceno da DHPP, em Rondonópolis

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil suspeita que os quatro homicídios e as seis tentativas ocorridos em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), neste domingo (12), podem ter ligação com a fuga de presos da Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa (Mata Grande).

 

A informação é do delegado Thiago Damasceno, da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) da cidade.

 

Os crimes ocorreram na noite de domingo (12), dois dias após um grupo de 27 presos escaparem da unidade prisional.

  

O delegado frisou que a Polícia Civil concentra esforços para esclarecer a autoria dos crimes.  

 

Conforme ele, das dez vítimas - entre os mortos e feridos - apenas uma tem antecedente criminal. Trata-se de um homem de 28 anos que foi baleado junto com filho de 2 anos. Os dois passam bem. 

 

Homicídios

 

As vítimas fatais foram identificadas como Cristiano Vinicius de Souza e Marcelo Henrique Feitoza da Silva, ambos de 18, além dos menores C.B.M., de 16, e A.S.M., de 14.

 

Todos os quatro foram executados em lugares diferentes, no entanto em todos os casos os crimes foram praticados por dois homens em uma moto vermelha.

 

A primeira vítima do homicídio foi C.B.M., no Bairro Edelmira Querubim. Além dele, os disparos acertaram uma mulher. Ela não corre risco de vida.

 

O segundo a ser executado foi A.S.M. O crime aconteceu no Bairro Padre Lothar. Uma segunda pessoa também foi baleada.

 

Os dois menores chegaram a ser encaminhados com vida ao Hospital Regional da cidade, mas morreram logo após darem entrada.

 

A terceira vítima fatal foi Marcelo Henrique, no Bairro Vila Mineira. Ele morreu na hora.

 

Já Cristiano Vinicius foi assassinado com vários tiros na cabeça, no Bairro Parque São Jorge.

 

Outras quatro pessoas foram vítimas de tentativa de assassinato. Não há informações sobre o estado de saúde delas.

 

A fuga

 

Segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos, os presos fugiram após a explosão de parte do muro lateral direito.

 

Antes eles serraram a grade de uma das celas do raio 3 e o alambrado que divide o local perto do muro.

 

A explosão foi causada por artefatos presos em uma bicicleta, que foi encostada na muralha e acionada a distância.

 

Até agora, somente 10 dos 27 presos que fugiram  foram recapturados. 

 

Leia mais: 

 

Motoqueiro mata quatro pessoas e fere duas em Rondonópolis

 

 

 




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados