ENQUETES

Você gosta quando os candidatos se atacam na TV e nas redes por meio de vídeos?

PUBLICIDADE

Polícia / FOGO CRUZADO
13.02.2018 | 18h41
Tamanho do texto A- A+

Cinco ficam feridos em tentativa de resgate de preso em UPA

Bandidos fortemente armados invadiram unidade médica da Morada do Ouro na tarde desta terça-feira

Arquivo

Clique para ampliar

A UPA da Morada do Ouro, onde aconteceu o tiroteio

DA REDAÇÃO

Cinco pessoas ficaram feridas na tarde desta terça-feira (13), dentro da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Morada do Ouro, em Cuiabá, durante tentativa de resgate a um preso que estava aguardando atendimento médico.


Entre os feridos estão um bebê de apenas seis meses, sua mãe e uma enfermeira.

 

As primeiras informações davam conta de que uma pessoa havia morrido na troca de tiros. Essa informação, no entanto, não foi confirmada pela Polícia Militar nem pela Secretaria Municipal de Saúde.

 

Ficaram feridos o agente prisional Dirley de Pinho Pedro, de 34 anos, com dois tiros na perna; a enfermeira Rosemeire Sousa da Silva, de 51, com um disparo na perna; o bebê V.H.C.M., com perfuração nas costas e mão; além de duas pessoas identificadas como Estefani Camargo Santos, 22, que é mãe da criança e recebeu um tiro no braço esquerdo, e Dayane da Silva Romão, 33, atingida no tórax.

 

Segundo João Batista Pereira, presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Mato Grosso, uma equipe do SOE (Serviço de Operações Especiais) do Sistema Prisional estava chegando com o preso para o atendimento, quando foi cercada por dois veículos.

 

Neste momento, os ocupantes dos dois carros desceram com armas pesadas, dando início a uma troca de tiros.

 

O tiroteio aconteceu quando o preso era levado para a chamada sala de classificação, que é onde a equipe médica avalia a urgência do caso para encaminhamento médico. Ali trabalha a enfermeira que se feriu.

 

Os bandidos tentavam resgatar José Edmilson Bezerra Filho, de 31 anos, que está preso na Penitenciária Central de Cuiabá. Apesar da ação dos comparsas, ele não foi resgatado.

 

No final da tarde, o clima era de tensão na unidade, que interrompeu o atendimento após o tiroteio. "Os atendimentos devem ser suspensos. Já mandamos os funcionários para casa, porque estão todos abalados", disse a secretária de Saúde, Elizeth de Araújo.

 

 


 

 

 

GALERIA DE FOTOS




Clique aqui e faça seu comentário


10 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

LUCAS  14.02.18 13h55
Senhor prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro!!!! Pelo amor de Jesus Cristo...invista em segurança!!! Larga mão de investir em festas como foi no carnaval.....vi até em outros noticiários que o mesmo quer levar o nome de Cuiabá nos desfiles de carnaval de 2019 no Rio de Janeiro em comemoração aos 300 anos da nossa cidade.....o melhor presente que pode nos dar é investir na saúde e na segurança pública!!!! Só Deus para nos olhar e nos guardar!!! A população pede socorro!!!!
11
1
Critico  14.02.18 10h15
Critico, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
Romário Duarte  14.02.18 07h13
Eh por isso que deve ter investimento no sistema penitenciário... não eh pra dar conforto pra vagabundo ... eh pra dar condição de trabalho ao funcionário... lá no presídio tem unidade de saúde... não equipada... aí bandido tem que misturar com a população e a população toma tiro igual foi agora
52
1
Marina  14.02.18 07h09
Cadê os direitos humanos pra defender as vítimas que não tinham nada a ver com a história???
57
2
Paulo  14.02.18 07h08
Bandido tem que ser tratado dentro do presídio
51
1
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web