Cuiabá, Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
GRÁVIDA DE 9 MESES
09.11.2018 | 15h20 Tamanho do texto A- A+

Bebê morre na barriga da mãe, que denuncia médica à Polícia

Mulher disse que passou por consulta, mas bebê não foi examinado e após um dia ao fazer ultrassom constatou a morte

Alair Ribeiro/MidiaNews

Caso foi denunciado na Polícia Civil de Guarantã do Norte

JAD LARANJEIRA
DA REDAÇÃO

Uma mulher - que estava grávida de nove meses - procurou a Polícia Civil nesta quinta-feira (8) para denunciar uma suposta negligência médica, após o seu bebê ter morrido dentro de sua barriga,

 

O fato aconeceu depois que ela passou por atendimento médico no Hospital Municipal Nossa Senhora do Rosário, em Guarantã do Norte (736 km de Cuiabá).

 

Conforme o boletim de ocorrência, o episódio aconteceu na última terça-feira (6), quando a mulher foi à unidade de saúde para se consultar.

 

De acordo com o documento, a mulher conta que foi atendida pela médica A.P.T., e que a mesma durante a consulta, não examinou o estado de saúde da criança.

 

“E não escutou sequer os batimentos do coração do bebê, apenas solicitou que realizasse um exame de ultrassom e retornasse ao hospital no dia 7 ou 8 de novembro para definir como seria feito o parto”, diz trecho do boletim.

 

A mãe relata que fez a ultrassom na manhã de ontem, onde constatou que a criança estava morta em seu ventre, relativamente a um dia.

 

Ela então retornou até o Hospital com exame por volta das 11h e somente deu entrada nada sala de cirurgia para a realização do parto às 20h.

 

O BO informa que a mulher registrou a ocorrência por suspeitar de negligência médica, para assim tomar as medidas judiciais necessárias posteriormente.




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia