ENQUETES

Se as eleições em MT fossem hoje, em quem você votaria para governador?

PUBLICIDADE

Polícia / EM TANGARÁ
19.06.2017 | 11h24
Tamanho do texto A- A+

Adolescente é apreendido e confessa ter assassinado professor

Um rapaz de 18 anos também foi preso por participar do crime; caso aconteceu em Tangará da Serra

Reprodução

Clique para ampliar

O professor Valdir Alves de Andrade, de 46 anos, que foi assassinado

DA REDAÇÃO

Um adolescente de 16 anos foi apreendido e um rapaz de 18 foi preso no último sábado. Ambos são acusados de terem assassinado o professor Valdir Alves de Andrade, 46, na cidade de Tangará da Serra. O menor afirmou que mantinha um relacionamento amoroso com a vítima.

 

A apreensão do menor e a prisão do maior Wankley Borges Mattei, conhecido por "Gauchinho", ocorreram no bojo das investigações conduzidas pela Polícia Judiciária Civil.

 

Na sexta-feira (16), o corpo do professor foi encontrado em sua casa, com perfurações provenientes de faca. A residência não apresentava vestígio de arrombamento.  Os policiais constataram que foram levados o celular da vítima e um veículo Ford KA preto.

 

O adolescente confessou que se relacionava com o professor e que tinha acesso livre a casa dele. Em sua primeira versão à Polícia, ele havia negado participação na morte e apontado o maior como o autor do crime.

 

Na ocasião, o menor alegou ter chegado na casa da vítima, entrado e em seguida o professor foi guardar o carro, quando foi abordado por Wankley, tendo este esfaqueado a vítima. O menor contou ainda que tentou ajudar o professor e, por conta disso, apresentou cortes nos dedos.  

 

Porém, após a apreensão, ele acabou confessando sua participação no crime.

 

Ao ser preso, o comparsa Wankley contou aos policiais que o menor ligou para ele perguntando se sabia dirigir, pois havia pego o carro do primo. O maior foi até a proximidade da casa da vítima, onde o menor o aguardava e ambos seguiram até a casa do professor, onde Wankley retirou o carro da garagem, que foi deixado na rua lateral de uma escola, no Bairro Jardim do Sul. A chave do carro foi jogada em uma mata, já que o menor disse que tinha a chave reserva do veículo.

 

Ambos são usuários de droga, e a Polícia Civil trabalha com a hipótese de que o veículo tenha sido roubado para levantar dinheiro a fim de comprar entorpecentes. 

 

"Primeiro o menor foi apreendido, depois capturamos o maior e fizemos o auto de prisão em flagrante e representamos pela preventiva do maior", disse o delegado João Romano.

 

O caso será finalizado pela Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) do município.




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados