ENQUETES

Você é a favor ou contra O FIM do estatuto do desarmamento?

PUBLICIDADE

Opinião / LAURA GONÇALVES
19.06.2017 | 07h58
Tamanho do texto A- A+

Relacionamentos abusivos

Relações abusivas são caracterizadas por jogos de controle, violência, ciúmes, abstinência sexual e frieza emocional

Desde os primórdios o ser humano entendeu a necessidade da vida em sociedade, por isso viver em grupo não é apenas uma escolha, mas se tornou necessidade, não só por recursos básicos de sobrevivência, mas principalmente pela necessidade de alimento para alma. A falta de companhia faz com que o ser humano sofra com a solidão, por não ter com quem compartilhar ideias, dar e receber afeto.

 

A troca numa relação é primordial, por isso é salutar evidenciar essa necessidade humana por companhia que gerou os relacionamentos amorosos e familiares. Estamos sempre em conjunto e inseridos em grupos, e para manter um relacionamento saudável é necessária algumas condições básicas.

 

Psicologicamente é essencial sermos autônomos, assertivos, confiantes e termos autoestima elevada, pois sem essas condições, atribuiremos aos outros a causa das dúvidas, fraquezas, incertezas e desconfianças que temos a respeito de nós mesmos.

 

As pessoas envoltas as fraquezas são suscetíveis a cair em relacionamentos abusivos, sendo que o comportamento abusivo pode variar desde o abuso emocional, verbal, até o físico e sexual.

A pessoa abusiva busca diversos subterfúgios para garantir a permanência na relação

 

Relações abusivas são caracterizadas por jogos de controle, violência, ciúmes, abstinência sexual e frieza emocional. Não é fácil identificar uma pessoa abusiva, em geral são seres com grau de esperteza elevado que envolvem, e fazem com que o outro se sinta inferiorizado e se culpe por tudo que dá errado na relação.

 

A pessoa abusiva busca diversos subterfúgios para garantir a permanência na relação, mudando momentaneamente a forma de agir, fazendo juras de amor e promessas de amor eterno, tudo no intuito de permanecer no controle da relação. Esse ciclo de abuso emocional provoca baixa autoestima e depressão.

 

Relacionamentos abusivos nunca são abusivos no início, mas alguns indícios mostram o perfil de uma pessoa abusiva, sendo os mais clássicos: ciúme, possessividade, controle, superioridade e manipulação.

 

Por isso é sempre bom enaltecer que quando a relação traz mais dor que amor, é necessária uma reavaliação do relacionamento para isso procure ajuda.

 

Outro destaque é que ninguém muda o outro, por isso não pense que irá salvar a relação permanecendo num relacionamento abusivo, ao contrário o adoecimento é certo.

 

A terapia seja de casal ou mesmo individual é valida para se conhecer e entender que devemos permanecer em relações (laborais, familiares, afetivas e amorosas) que nos façam bem, elevando o astral, somando alegrias e ensinamentos de vida, nada de tristeza e melancolia.

 

 

Dra Laura de Oliveira Gonçalves (CRP/MT 18/2109) é psicóloga. Atua na Abordagem Sistêmica (Terapeuta para casais, crianças, família, adolescentes). Especialista em Avaliação Psicológica e Especialista em Psicologia do Trânsito. Instagram: dralaura_psicologiaclinica – Cel.: (65) 98135-8840.




Clique aqui e faça seu comentário


2 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Alberto Junior  20.06.17 00h43
Hummm!!! Abstinência sexual? A minha esposa deveria ver este artigo.
0
0
DANILO  19.06.17 15h17
Humm pelo menos ela foi imparcial em seu artigo, não mencionando quem usa de abusos se é homem ou mulher..
11
2

Leia mais notícias sobre Opinião:
Outubro de 2017
21.10.17 09h30 » De mundo melhor
21.10.17 07h10 » Não à arbitrariedade
21.10.17 07h00 » Cuiabá não pode ser prejudicada
21.10.17 06h45 » Mediação empresarial
20.10.17 21h00 » O papel da oposição e o de líderes
20.10.17 20h00 » Crise moral, pobreza política
20.10.17 06h50 » Educação Política (27)
20.10.17 06h45 » É hora do agronegócio suceder
20.10.17 06h30 » 40 anos depois da divisão – Final
19.10.17 21h00 » Evo, ZPE e Fiemt

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados