ENQUETES

Você é a favor ou contra O FIM do estatuto do desarmamento?

PUBLICIDADE

Opinião / ONOFRE RIBEIRO
05.10.2017 | 06h30
Tamanho do texto A- A+

Projeto de futuro

O mundo mudou e vai descentralizar a produção e a verticalização dos alimentos nesses próximos anos

Em 1976, quando cheguei a Mato Grosso os mato-grossenses viviam um sonho histórico de futuro. Uma crença quase utópica para a época. Brasília trouxera uma forte esperança a partir de 1960.

 

A ocupação da Amazônia a partir de 1973 no projeto do governo militar de “integrar pra não entregar”, reforçava as esperanças.

 

Jovens que antes estudavam em universidades do Rio de Janeiro e voltavam pra trabalhar no estado, traziam ideias velhas de uma velha corte carioca.

           

Os novos técnicos formados na UnB em Brasília traziam percepções novas. O sonho de futuro ficou cada vez mais forte a partir de então.

           

Em 1975, o ministro da Agricultura, Alysson Paulinelli, propôs dentro do planejamento nacional a ocupação de 1 milhão de hectares de cerrado à nova agricultura brasileira, concentrada no Sul e no Sudeste.

Do Polocentro pra frente, o Estado cresceu com pouquíssimo planejamento. Pro futuro, os desdobramentos vão se multiplicar muito mais do que o desenvolvimento alcançado até aqui

 

Criou-se um fantástico programa financiado pelo governo federal com financiamentos, assistência técnica e amplo apoio politico. Chamou-se Polocentro – Programa de Desenvolvimento dos Cerrados. Vigorou entre 1975 e 1984.

           

Através dele, o cerrado deixou de ser inútil à agricultura e polarizou a produção nacional nos dias de hoje.

           

No caso de Mato Grosso, agrega-se a separação de Mato Grosso do Sul que permitiu a concentração dos recursos federais, aplicados em Mato Grosso.

 

O ano de 2017 colheu mais de 52 milhões de toneladas de grãos onde há 40 anos nada se colhia.

 

Tudo o que houve ao longo desse período histórico entre 1975 e 2017, gerou riqueza, novas cidades, novas rodovias, novas tecnologias e uma mentalidade empreendedora e outras empresariais antes inexistentes.

           

Pronto. Chegamos ao ponto central desse artigo.

 

Do Polocentro pra frente, o Estado cresceu com pouquíssimo planejamento. Pro futuro, os desdobramentos vão se multiplicar muito mais do que o desenvolvimento alcançado até aqui.

 

Considerando como o mundo mudou, não será mais possível que os próximos saltos sejam conduzidos por obra mais do acaso do que pelos pobres planos de governo e das entidades privadas.

 

O mundo mudou e vai descentralizar a produção e a verticalização dos alimentos nesses próximos anos.

 

Por isso, em Mato Grosso há tudo por planejar: a industrialização, a educação, as inovações, as tecnologias, a visão empreendedora, o  caráter comercial e mercadológico do estado, a preparação de recursos humanos adequados, a eficiência do Estado, a desburocratização etc.etc. etc.

           

Ano que vem, tem eleições. Lamentável se assistirmos aos velhíssimos  discursos eleitorais genéricos e idiotizados.

 

A oportunidade tanto gera vida como mata sonhos. Planejar, planejar, planejar. E ainda será pouco!

 

ONOFRE RIBEIRO é jornalista em Mato Grosso.

onofreribeiro@onofreribeiro.com.br  

www.onofreribeiro.com.br




Clique aqui e faça seu comentário


1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Graci Ourives de Miranda  06.10.17 17h21
Onofre Ribeiro, parabéns! por escrever por um jornal muito respeitado, e, com servidores de caráter, este que, primam pela igualdade de todos os cidadãos. Equipe de servidores, DEZ! vocês são éticos, são de excelente alma e caráter. Graci Ourives de Miranda, professora-escritora, voluntária em Cuiabá-MT
0
0

Leia mais notícias sobre Opinião:
Outubro de 2017
21.10.17 07h00 » Cuiabá não pode ser prejudicada
21.10.17 06h45 » Mediação empresarial
20.10.17 07h02 » O papel da oposição e o de líderes
20.10.17 07h00 » Crise moral, pobreza política
20.10.17 06h50 » Educação Política (27)
20.10.17 06h45 » É hora do agronegócio suceder
20.10.17 06h30 » 40 anos depois da divisão – Final
19.10.17 21h00 » Evo, ZPE e Fiemt
19.10.17 20h00 » Nada nos une
19.10.17 06h50 » 40 anos - Polícia Militar

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados