ENQUETES

Você vai assistir ao horário eleitoral gratuito na TV?

PUBLICIDADE

Opinião / VICTOR MAIZMAN
11.06.2018 | 18h00
Tamanho do texto A- A+

O tabelamento do frete

A imposição de uma tabela de valores mínimos é uma afronta ao liberalismo econômico

De modo geral a sociedade apoiou a paralisação dos caminhoneiros no tocante o inconformismo quanto o critério que fixa os preços dos combustíveis.

 

Dentre o que foi reivindicado pela categoria, está o tabelamento do preço do frete, ou seja, a pretensão no sentido de que fosse fixada uma tabela mínima para o preço do transporte foi apenas um dos pleitos efetivados pela importante categoria, posto que o pedido principal que recebeu o apoio da sociedade foi exatamente a diminuição dos tributos federais sobre os combustíveis.

 

Porém, o Governo Federal optou em diminuir provisoriamente e de forma tênue a carga tributária e acolher o pleito do tabelamento do frete, transferindo tal custo para a própria sociedade o ônus de tal imposição estatal.

 

Estudos econômicos consideram que a adoção de políticas públicas de regulação econômica dos mercados seria uma solução excepcional, aplicável quando há presença de falhas de mercado que dificultam a maximização do bem-estar que adviria do equilíbrio de mercado.

A jurisprudência do Cade é abundante no sentido de condenar o uso de tabelas de preços como ilegal

 

Assim, a princípio, a adoção de preços mínimos de frete rodoviário corresponderia a uma ineficiência da alocação de recursos econômicos no mercado de transporte rodoviário de cargas.

 

Decisões proferidas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em processos administrativos sobre tabelamento de preços estão em consonância com os argumentos de que tal providência viola frontalmente a Constituição Federal ao repelir qualquer ato estatal que impeça a livre concorrência.

 

A jurisprudência do Cade é abundante no sentido de condenar o uso de tabelas de preços como ilegal.

 

Portanto, a imposição de uma tabela de valores mínimos é uma afronta ao liberalismo econômico, resultado de uma ingerência vedada ao Poder Público. 

 

Aqui no Estado estima-se que o custo do frete com o tabelamento teve uma majoração de 40%, fato que irá onerar sobremaneira a indústria local, devendo tal custo ser inevitavelmente repassado para o custo do produto industrializado.

 

Assim, de notar-se que quem deve comemorar tal tabelamento é o Estado que vai arrecadar mais ICMS com o preço do frete majorado. Por tudo isso, não é difícil concluir quem está “pagando o pato”.


VICTOR HUMBERTO MAIZMAN é advogado e Consultor Jurídico Tributário, Professor em Direito Tributário, ex-Membro do Conselho de Contribuintes do Estado de Mato Grosso e do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais da Receita Federal/CARF.




Clique aqui e faça seu comentário


2 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

cuiabano  12.06.18 10h12
Tabelar um preço, um serviço, oriundo do acordo de dois particulares é bizarro!!! Mais estranho ainda é presidenciáveis ditos "liberais", como por exemplo, Bolsonaro, defender essa causa. Se os caminhoneiros estão achando o preço do frete baixo, que reclamem com aqueles que os contrataram. O governo, a priori, não deveria interferir nessa relação. Enfim, parabenizo pelo ótimo artigo!!
2
0
carlos miguel rondon de souza  11.06.18 18h25
certo na certa é o ´povo dar subsidio para agricultura.pois a unica coisa que fizeram na realidade foi vitimar quem não tem nada com isso. custo tem que fazer do transporte. quando o agricutor pede emprestimo transporte faz parte de sua planilia ou não faz
0
0

Leia mais notícias sobre Opinião:
Agosto de 2018
16.08.18 08h06 » Realidade das contas públicas
16.08.18 08h00 » Compliance e proteção de dados
16.08.18 07h54 » Desafios do envelhecimento
16.08.18 07h32 » O PNL
16.08.18 07h00 » Digitais de um partido
15.08.18 23h02 » O homem que amava os cachorros
15.08.18 23h00 » Mudança na política
15.08.18 08h21 » Batalha brutal pela sobrevivência
15.08.18 07h58 » Amarras psicológicas
15.08.18 07h53 » Rio Coxipó

1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web