ENQUETES

A que você atribui a renovação da Assembleia e da Câmara neste ano em MT?

PUBLICIDADE

Opinião / ONOFRE RIBEIRO
05.01.2018 | 06h30
Tamanho do texto A- A+

Nós e nós mesmos

O Ano Novo comemorado em família com tudo a que se tem direito em Minas. Incluindo a prosa e o humor

Neste fim de ano, fiz umas viagens. Passei o Natal com minha família em Brasília. Depois, fui à pequena Campo Alegre, município de Santa Rosa da Serra. Lugar belíssimo, região de café, entre as lendárias serras de Minas.

 

Fui visitar dois amigos da minha adolescência, cuja família sempre teve fazenda de café ali mesmo.

 

Ao me mudar pra Brasília, em 1961, nos afastamos: Tarcísio e Geraldo. Graças à internet, Cristina, filha do Geraldo, que mora em Belo Horizonte, me localizou no facebook e retomamos o contato familiar.

 

Depois, veio o Whatsapp e meus contatos com Tarcisio se normalizaram. Através dele marcamos minha ida lá.

           

Saímos de Brasília, Carmem e eu. Fomos de carro. 600 km. Chegamos no fim da tarde. Velho reencontro. Primeiro com Tarcisio e a esposa Alvarina. Geraldo e Cleusa. Depois com toda a família. Bastante gente. Aconchego mineiro.

Viajei de volta à minha Cuiabá com o coração amansado das velhas saudades. E recomposto pelo carinho dos amigos que lá deixei. Retomados e retomaremos a vivência

 

Quem conhece sabe do que estou falando. Pão de queijo, cafezinho da própria lavoura, prosa lenta, sotaque manso. Noites curtas pra tanta prosa.

 

O Ano Novo comemorado em família com tudo a que se tem direito em Minas. Incluindo a prosa e o humor. Tudo falsamente tímido. No fundo a generosidade é imensa e o coração completamente aberto.

 

Um jeito de viver humano escondido na simplicidade de quem aprendeu a dominar aquelas serras todas, o clima frio e a chuvinha mansa e persistente.

           

Campo Alegre é bem pequena. Uma rua central que é também a rodovia que a liga à sede, Santa Rosa da Serra, e à rodovia BR-262. Ficamos lá por três dias. Boa prosa sempre. Comida boa. Pão de queijo, cafezinho. Queijo. Leitoa assada. Inesquecíveis.

 

Fui também a Campos Altos, onde nasci. Revi dois amigos: Afrânio e Joubert Bittencourt. Excelentes prosas. Memórias preciosas.

           

Mas fui também à sede da velha fazenda onde nasci. Entre serras. Voltei no tempo. Nem sinal de ruínas do que lá existiu e abrigou a nossa família por tantos anos.

 

Tudo muda, afinal. Andei pela velha lavoura de café pendurada no morro, hoje tomada pelo mato. Café agora é no cerrado mecanizado. Desci e subi morro. Caí dezenas de vezes no campinzal alto. Mas, de algum modo, resgatei pedaços vividos na minha vida.

 

Revivi meu pai e minha mãe moços, eu criança e meus irmãos pequenos. Até a velha árvore de pau d´óleo sumiu. Nem o toco ficou.

           

O curioso, refleti depois, é que a vida caminha e a gente deixa pedaços dela pra trás. Embora pareçam distantes no tempo, eles se interligam nos espaços vazios quando confrontados com a vida presente.

 

Tudo faz sentido. Talvez aquelas serras eternas que nos cercavam e continuam lá firmes, sejam em parte responsáveis pelo meu jeito intimista de ver as coisas. Serra sugere isolamento e silêncio.

           

Viajei de volta à minha Cuiabá com o coração amansado das velhas saudades. E recomposto pelo carinho dos amigos que lá deixei. Retomados e retomaremos a vivência.

 

Vamos voltar lá. Coisas de mineiros...

 

ONOFRE RIBEIRO é jornalista em Mato Grosso.

onofreribeiro@onofreribeiro.com.br  

www.onofreribeiro.com.br




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Leia mais notícias sobre Opinião:
Outubro de 2018
15.10.18 14h00 » Professor, o transformador de vidas
15.10.18 09h15 » Os maestros
15.10.18 08h29 » A (re) invenção do professor
15.10.18 08h00 » Professor: agente de transformação
15.10.18 07h15 » 41 anos depois da divisão de MT
15.10.18 07h05 » Cristão
15.10.18 07h00 » O povo brasileiro acordou
14.10.18 08h05 » Opção pela direita
14.10.18 08h00 » Estamos perdidos
14.10.18 08h00 » Hepatologia

1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web