ENQUETES

Nessas eleições, você pretende:

PUBLICIDADE

Opinião / ONOFRE RIBEIRO
30.01.2018 | 06h30
Tamanho do texto A- A+

Nós contra eles, eles contra nós!

O julgamento do recurso de Lula mostrou uma sociedade despreparada pra questionamentos mais profundos.

No período anterior e posterior ao julgamento do recurso do ex-presidente Lula no TF4 em Porto Alegre, veio à tona uma cara cruel da sociedade brasileira atual.

           

Colocaram-se em lados opostos duas faces opostos e debochadas de uma mesma sociedade.

 

De um lado as provocações vindas do PT e adjacências. De outro, os contraditórios em todas as suas cores. Cada facção da sociedade assumiu o que tem de pior em termos de intolerância.

           

Gostaria aqui de trazer uma vivência pessoal, de algum modo assemelhada. No comecinho deste ano dei uma entrevista ao site Midianews da capital sobre os cenários da política e das eleições de 2018.

 

Tracei panoramas passados, atuais e próximos a partir de uma possível síntese que possa resultar.

           

Obviamente, como a política e a análise não são ciências exatas, a análise feita naquela longa entrevista com o experiente jornalista Anselmo Carvalho era provocativa.

 

Ele soube aproveitar todas as nuances expostas. Corretamente. Porém, as análises dos leitores na maioria dos comentários no site e nas contribuições que recebi, foram mal educadas.

 

Fiquei muito impressionado a falta de contribuições efetivas pra enriquecer ou contestas as colocações do entrevistado.

           

Acabou no tradicional e lamentável “nós” contra “ele”. Poucas contribuições a registrar. Nos grupos de discussão no Whatsapp não foi diferente. Pouca discussão em torno das afirmações contraditórias, provocativas ou eventualmente equivocadas.

 

Mas não faltaram ofensas pessoais e insinuações de recebimento de vantagens financeiras e outras válvulas de escape da realidade. Análise do conteúdo não houve.

           

O julgamento do recurso de Lula mostrou o mesmo fenômeno. Uma sociedade despreparada pra questionamentos mais profundos.

 

A sociedade contribuiu muito pouco pra sua própria compreensão de um fato político profundamente emblemático na vida da política brasileira em todos os tempos.         

Parece-me que aprendemos pouco com o julgamento. Muito menos do que devíamos ter aprendido. O Brasil enfrentou uma experiência inédita. 

 

História se constrói pelo aprendizado das vivências.

 

ONOFRE RIBEIRO é jornalista em Mato Grosso.

onofreribeiro@onofreribeiro.com.br   

www.onofreribeiro.com.br




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Leia mais notícias sobre Opinião:
Maio de 2018
19.05.18 08h16 » Final feliz para a novela do FEX?
19.05.18 08h16 » A propósito, respeite-nos
19.05.18 08h10 » De perguntas
18.05.18 23h00 » A quem interessa o foro?
18.05.18 22h00 » Endurecer a lei contra o crime
18.05.18 15h16 » Maio roxo
18.05.18 09h53 » Luta Antimanicomial
18.05.18 07h56 » Os dois extremos da existência
18.05.18 07h44 » Autoritários são os outros!
17.05.18 23h01 » Incentivos à corrupção

1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados