ENQUETES

Você já decidiu em quais candidatos irá votar nestas eleições?

PUBLICIDADE

Opinião / MAX CAMPOS
12.03.2018 | 08h12
Tamanho do texto A- A+

Leite derramado

A indefinição de 2018 se dá mais por conta dos erros do que dos acertos por isso se tornou um xadrez partidário

Analisando o resultado da última eleição, o atual cenário político, os índices altíssimos de rejeição aos políticos, as inúmeras operações policiais e tantos agentes políticos presos e outros flagrados inclusive em vídeos e sendo investigados é fácil para qualquer pessoa notar a insatisfação e o ranço que tomou conta da população e que desejam sim uma mudança profunda de nossos representantes.

 

Mas junto a isso percebi também uma profunda apatia do eleitor. Então como explicar que haverá uma renovação política em Mato Grosso quando dezenas de milhares de eleitores planejam deixar de exercer a sua cidadania? Ou que nacionalmente as abstenções, brancos e nulos podem somar como na eleição passada mais que os votos do terceiro colocado?       

 

É preciso ter o espírito de renovação em todos os sentidos e setores.  

 

Particularmente a indefinição eleitoral de 2018 se dá mais por conta dos erros do que dos acertos por isso se tornou um jogo de xadrez partidário. Chegamos a março sem certeza de quem será candidato e de desistências improváveis como do senador e ministro da agricultura.

 

Seria somente a classe política responsável por isso? E os Órgãos fiscalizadores do Poder Público? Seria eles complacentes? Se desejamos mudanças temos SIM que exercer o direito do voto e ir votar. E o porquê dessa necessidade?

 

Muitos resultados que são execrados nas redes sociais e exaustivamente discutido nos grupos políticos foram também consequência dessa negação como também assim alguns bons candidatos não foram eleitos. É o voto que irá nortear os rumos de um Estado e do País. Se fomos as ruas democraticamente exigir o fim da corrupção, se estamos cansados do sistema que retira nossos direitos a saúde, moradia, segurança e educação não será anulando nosso direito de escolha que mudaremos esse cenário. Apenas deixaremos que outras pessoas o façam por nós e isso é preocupante pois infelizmente existe a lei do “idiota esperto” que vende seu voto sem se preocupar se em sua rua ou bairro tem água encanada, iluminação pública, ou um posto de saúde e depois quer reclamar por não ser atendido. 


VOTO NÃO TEM PREÇO TEM CONSEQUÊNCIA.

Muitos resultados que são execrados nas redes sociais e exaustivamente discutido nos grupos políticos foram também consequência dessa negação

 

E a juventude que antes bradavam com as caras pintadas? Onde estão? Houve um recrudescimento político-social da nossa futura geração? Quando mobilizada em frentes de participação social, cultural e política, a juventude precisa e deve lançar sua voz na vida pública, pressionar os poderes instituídos, ser considerada, reivindicando o seu direito à participação democrática.
Sem a JUVENTUDE na POLÍTICA não há RENOVAÇÃO.

E livre de ser tendencioso faço um apelo para que os Mato-grossenses exerçam a sua cidadania nestas eleições... Sou servidor público de carreira servindo a sociedade mato-grossense quando a minha época se tornar servidor ainda era uma forte aspiração após concluir a faculdade hoje as coisas estão mudadas e muitos preferem o empreendedorismo porém as altas taxas tributárias inviabilizam muitos sonhos de futuros empreendedores. Agora é a nossa vez através do VOTO mostrarmos nossa preocupação com nosso Estado e o nosso Brasil e precisamos sim expor a vontade de querer um País melhor para todos e não dar de ombros para um futuro incerto fruto de uma indecisão que certamente pode prejudicar dezenas de milhares de pessoas.

 

SOMOS TODOS RESPONSÁVEIS PELO NOSSO ESTADO E NOSSO PAÍS.

MAX CAMPOS é servidor público em Mato Grosso

 




Clique aqui e faça seu comentário


3 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Luiz carlos   12.03.18 17h03
O Max ja conheço algum tempo, vem de família tradicional e trabalhadora de Cuiabá e também política. Para este ano eleitoral e ter reais chances todo o segmento Servidores públicos teriam que se unirem junto nesse projeto bem como o PSDC fazer o que em 2014 não foi feito fortalecer o grupo e não apenas um candidato. Max sem duvida é o nome mais lembrado dentre os servidores públicos pré-candidatos na baixada cuiabana e deve fazer uma analise, talvez seu caminho esteja em outro partido que não esteja focado em eleger apenas um unico candidato.
4
0
João do INDEA  12.03.18 12h27
Grande Max Campos, nosso companheiro de Indea e ralação...Quantas Aventuras na fronteira hein debaixo de lona...chuva sol. E sem diárias. E só você que corria atras de nossas diarias ai em cuiabá tentando resolver sem ser nem do setor mas ajudava seus parceiros ate quem votou contra você no sindicato. Agora é hora de retribuir toda essa ajuda sermos parceiros irmão. Conte com nosso voto e apoio em todos municípios que o INDEA tem unidade e principalmente aqui na região de fronteira. Você sera o nosso legitimo representante em Brasilia não só do INDEA mas de todos SERVIDORES PÚBLICOS. Chega desses políticos carreiristas e do continuísmo.
3
0
Sargento Mario  12.03.18 12h15
PSDC vem forte... Interessante ter 02 servidores públicos fazendo uma Dobradinha: Vereador Elizeu Nascimento como Candidato a deputado Estadual PMMT e Max Campos como Deputado Federal servidor do INDEA-MT. Estes serão os meus Votos com toda certeza e farei campanha como voluntários. Todos ficha limpa e renovação. A Familia Miliciana ira apoiar os dois que são nossos companheiros e que outros segmentos se unam em torno desse projeto dos Servidores públicos.
3
0

Leia mais notícias sobre Opinião:
Setembro de 2018
22.09.18 11h03 » Chegou a hora de votar
22.09.18 11h00 » A florada do ipê
22.09.18 10h55 » Direito de arrependimento do consumidor
22.09.18 10h45 » Juiz leigo é a bola da vez
22.09.18 07h58 » Uma boa leitura
22.09.18 07h51 » As armas e flores
21.09.18 07h55 » A doença do século
21.09.18 07h45 » Talento e integridade
21.09.18 07h40 » O dilema da sucessão familiar
21.09.18 07h38 » Educação: carta de um apaixonado

1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web