ENQUETES

Como você avalia o atendimento do Detran-MT?

PUBLICIDADE

Opinião / LICIO MALHEIROS
19.05.2017 | 11h01
Tamanho do texto A- A+

JBS no olho no furacão

O mar de lama que invade nosso país, não é de agora, vem de décadas

A empresa JBS S.A. é uma das maiores indústrias de alimento do mundo a companhia opera no processamento de carnes bovina,  suína, ovina e de frango e no processamento de couros.

 

Tendo como donos da mesma, os irmãos Joesley e Wesley Batista; através de um  acordo  de delação premiada, a Procuradoria-Geral da República, fizeram revelações bombásticas, envolvendo inclusive Michel Temer, que foi gravado avalizando a compra do silêncio do emblemático Eduardo Cunha, preso em Curitiba.

 

Outro citado, já vinha sendo mencionado de forma exaustiva, o senador Aécio Neves, presidente do PSDB, este senhor, foi gravado pedindo a bagatela de R$ 2 milhões a Joesley. Aécio Neves tem sua biografia carbonizada, fruto de denúncias e mais denúncias, que pesam contra ele.

 

O mar de lama que invade nosso país, não é de agora, vem de décadas, porém nos últimos 13 anos, os modus operandi de corrupção ganharam forças, e as somas surrupiadas, roubadas, embolsadas por políticos inescrupulosos tiveram aumentos significativos, em suas somas.

 

Com a deflagração da operação Lava-Jato, muita coisa mudou vindo à tona uma série de irregularidades praticadas por políticos, que supostamente, deveriam salvaguardar e proteger nosso dinheiro, uma vez que foram eleitos por voto direto; alguns deles acabaram se apropriando de forma indevida de milhões e milhões de reais.

 

Na última quarta-feira, os irmãos Joesley e Wesley Batista donos da JBS S.A., foram até o STF e seguiram direto para o gabinete do ministro Edson Fachin, criou-se naquele momento, um verdadeiro burburinho, embora todos, já desconfiassem  do teor da conversa formal.

 

Tratava-se na verdade,  de uma delação premiada, com poder de destruição de uma bomba atômica que explodiria sobre o país, com poder de destruição igual ou maior que a da Odebrecht.

 

A delação é bombástica sim, por envolver o presidente Michel Temer,   gravado  em um diálogo no mínimo embaraçoso. Diante de Joesley, Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (Holding que controla a JBS). Holding é uma empresa que possui como atividade principal, a participação acionária majoritária em uma ou mais empresas.  

 

Para entornar o caldo, o deputado Rodrigo Rocha foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. A coisa não pra por ai, Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha nosso velho conhecido, e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão, para ficarem caldos, estes fatos, se assemelham a filmes de ficção; porém se trata de realidade nua e crua.

 

Outro citado, o senador Aécio Neves, foi gravado pedindo a bagatela de R$ 2 milhões a Joesley; o dinheiro foi entregue a um primo do presidente do PSDB, Frederico Pacheco de Medeiros, numa cena devidamente filmada pela Polícia Federal. O  receptor do dinheiro, o primo do Aécio, foi preso hoje em casa, em um condomínio em Nova Lima.

 

O  montante foi depositado em uma conta de uma empresa do senador Zezé Perrella (PSDB-MG), seu assessor parlamentar,  o senhor Mendherson Souza Lima, que além de assessor  é cunhado do mesmo, também foi preso nesta manhã.   

 

O buraco é mais em baixo, a coisa não para por ai, a delatora disse também, que Guido Mantega era seu contacto com o PT, era com o ex-ministro de Lula e Dilma que o dinheiro de propina era negociado para ser distribuídos aos petistas e aliados.  

 

Nessas negociatas espúrias, ela diz que pagou R$ 5 milhões para Eduardo Cunha após sua prisão; mesmo preso, consegue movimentar milhões,  segundo ela, este valor é referente a um saldo de propina  que o peemedebista   tinha com ele. Disse ainda que devia R$ 20 milhões pela tramitação de lei sobre desoneração tributária do setor de frango, veja como, as coisas  funcionam  em nosso país.

 

Pare o mundo, quero descer!

 

Licio Antonio Malheiros é geógrafo




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Leia mais notícias sobre Opinião:
Novembro de 2017
24.11.17 09h46 » Direitos do consumidor e a Black Friday
24.11.17 07h00 » Será?
24.11.17 06h58 » MT é exemplo para o mundo
24.11.17 06h50 » Os empregos que não geramos
24.11.17 06h45 » Insatisfação nacional
24.11.17 06h30 » Por quem os sinos dobram?
23.11.17 23h35 » Direito e moral
23.11.17 23h30 » Do medo à perseguição
23.11.17 20h00 » Existe sempre uma fila
23.11.17 06h50 » Lewandowski e Gilmar desacreditam o STF

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados