ENQUETES

Você já decidiu em quais candidatos irá votar nestas eleições?

PUBLICIDADE

Opinião / JEFFERSON KIYOHARA
14.09.2018 | 07h33
Tamanho do texto A- A+

Eleições e combate à corrupção

O setor privado tem um papel relevante no combate à corrupção

Muito em breve o Brasil passará mais uma vez pelo processo de eleições. Esta é uma oportunidade de darmos mais um passo no efetivo combate à corrupção. Vale lembrar que a corrupção é um grande mal para a sociedade, uma vez que infla desnecessariamente o custo das obras e serviços públicos, e direciona dinheiro da educação, saúde e outras ações de alcance e benefício coletivo para fins individuais e ilegais.

 

Este é um momento que eleva os riscos de compliance para as empresas, lembrando que a legislação brasileira proíbe a doação para campanhas e partidos políticos por parte das pessoas jurídicas. Por outro lado, não se pode ter a ilusão de que com a nova regra os problemas foram resolvidos. Tampouco que a lei 12.846/13 coibiu definitivamente a prática de corrupção. O zelo e a diligência ainda se fazem necessários.

 

E como a empresa pode se proteger deste risco? Estruturando um programa efetivo de compliance. Para isso é preciso elaborar um código de ética, com um posicionamento claro da empresa em relação ao financiamento de campanha e de partidos políticos, assim como deve contemplar a obediências às leis aplicáveis. Em muitos casos, é importante ainda elaborar políticas específicas, como a política anticorrupção, de relacionamento com o setor público e de doações e patrocínio.

 

Por outro lado, não se pode ter a ilusão de que com a nova regra os problemas foram resolvidos. Tampouco que a lei 12.846/13 coibiu definitivamente a prática de corrupção

Mas não basta ter as regras claras. Ações de comunicação e treinamento junto aos colaboradores, canal de denúncias profissional e independente, processo efetivo de apuração de denúncias e de aplicação de sanções cabíveis são fundamentais para que a cultura de compliance esteja presente na organização. Os colaboradores devem ter claro a forma como a empresa trabalha, bem como conhecer as opções para relatar situações de não conformidade. O "não" para o pedido de suborno precisa ser respaldado pela empresa, assim como se deve esclarecer quais os fluxos internos de comunicação em caso de solicitações de propina ou mera insinuação.

 

O próximo passo é estar atento a todas as formas possíveis e disfarçadas de saída de dinheiro da empresa. Organizações de fachada podem ser inseridas indevidamente como fornecedor, parceira ou receptora de doações e patrocínio no cadastro da empresa, e serem utilizadas como meio para que o suborno seja pago. Por exemplo, contrata-se uma assessoria, que entrega um relatório com trechos copiados da internet como se fosse um fornecedor legítimo, que apresenta nota fiscal pelo serviço realizado, e a empresa aceita e desembolsa milhares de reais. O processo de due diligence é um aliado, assim como os devidos controles internos nas etapas de cadastro, compras e contratação, medição e pagamentos.

 

O setor privado tem um papel relevante no combate à corrupção, assim como os programas de compliance nas empresas. Não importa o tamanho da empresa, o setor de atuação ou a geografia. O programa de compliance pode ser customizado para cada realidade e necessidade. Cada um pode colaborar e fazer a sua parte. E aí, sua empresa já fez?

 

JEFFERSON KIYOHARA é líder da prática de riscos & compliance da Protiviti.




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Leia mais notícias sobre Opinião:
Setembro de 2018
25.09.18 08h24 » Vocações do Pantanal
25.09.18 08h10 » Sou mais eu
25.09.18 07h55 » Milagreiro
25.09.18 07h30 » Álcool e drogas
25.09.18 07h15 » O Estado e os direitos LGBTQ+
25.09.18 07h10 » O herdeiro de todos
24.09.18 09h30 » Os joões no poço
24.09.18 08h25 » Cirurgião plástico habilitado
24.09.18 08h10 » Força do coração bem formado
24.09.18 07h30 » O “apartheid” profissional

1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web