ENQUETES

Você é a favor ou contra O FIM do estatuto do desarmamento?

PUBLICIDADE

Opinião / RENATO NERY
12.10.2017 | 21h00
Tamanho do texto A- A+

A fortuna e o fracasso

Quanta gente não se embriagou com milionários cargos públicos supridos pela desenfreada corrupção?

O Daniel era uma pessoa simples e afável. Ele era garimpeiro e tornou-se motorista de táxi em uma pracinha de pequena cidade onde que fui criado.

 

Não é que o Daniel foi baforado pela fortuna. No final da década de 70 do século passado ele ganhou uma grande “bolada” na loteria esportiva, aquela da zebrinha.

 

A sua vida foi transformada completamente. Comprou uma C-10, o mais famoso carro da época. Se “emperiquitou” todo  de anéis, pulseiras  e uma grossa corrente de ouro “a la Milionário e José Rico”.

 

E não é que o Daniel ficou mais bonito! As mulheres não lhe davam trégua. Largou a esposa e dois filhos! Caiu na farra! Voltou com a esposa! Matou a esposa e foi preso! Gastou parte da “grana” com advogados.

 

Bateu a C-010 e foi para o hospital de onde saiu manco de uma perna. Esta foi a última vez que o vi. Nunca mais tive notícias sua. Certamente que se envolveu em outras estripulias.

 

Qual a moral desta estória que tive participação como espectador?

Quantos empresários não se enriqueceram soberbamente com o butim subtraído da viúva! Quantos políticos que mandavam no mundo e hoje amargam uma sorte adversa!

 

Será que a vida do Daniel não seria melhor se ele não tivesse sido distinguido pela sorte grande?

 

Eu, pessoalmente, acho que teria sido melhor a sua vida se ele não tivesse sido agraciado com este presente de grego. Acho que este exemplo é ilustrativo de que nem tudo que “reluz e ouro”.

 

Os tempos atuais estão cheios de exemplos como este. Quanta gente não se embriagou com milionários cargos públicos supridos pela desenfreada corrupção?

 

Quantos empresários não se enriqueceram soberbamente com o butim subtraído da viúva! Quantos políticos que mandavam no mundo e hoje amargam uma sorte adversa!

 

Grande parte de todos eles perderam os anéis e o dedos e, hoje, dividem celas nas penitenciárias. Não tinham a sorte grande? Certamente que sim!

 

Embriagaram-se com o poder e a grana e se perderam, na euforia,  a medida do senso comum e do alcance da vida. Esqueceram-se que o limite entre ao céu e o inferno é tênue e perigoso.

 

A vida é para ser vivida, apesar de todos os percalços. Ela é única e indivisível. É preciso que isto seja referendado. E a fortuna nem sempre é um bom presente. O diabo mora nos detalhes e, as vezes, ataca através da fortuna. Não devemos só procurar a fortuna, mas, sobretudo, merecê-la. Não tenhas nada que não mereças! (Confúcio).

 

A fortuna não é sinônimo de vida plena e pode ser indicativo de atropelo.  O que devemos perseguir, sem tréguas,  é a paz de espírito e uma consciência tranquila.

 

No mais... é vaidade de vaidades...e desejos vãos..., como vaticina o Eclesiastes.

 

RENATO GOMES NERY é advogado em Cuiabá.

rgnery@terra.com.br




Clique aqui e faça seu comentário


1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Edmar Prandini  12.10.17 09h48
No Brasil não existem "milionários cargos públicos". Sequer as remunerações máximas de cargos públicos do país, no comando da Presidência da República ou do STF são remunerados de forma milionária. Este não é apenas um mito, mas uma afirmação ideologicamente util ao neoliberalismo. O que, entretanto, não é tolerável, é que haja quem utilize o cargo público para negociar ganhos "extras" à remuneração oficial para fazer o que é dever de ofício ou, pior, para favorecer a terceiros com o que não é legal nem legítimo. Não se deve misturar alhos com bugalhos e não se deve promover a confusão e a injustiça sob a fachada de combater a corrupção, porque confundir também é corromper.
0
0

Leia mais notícias sobre Opinião:
Outubro de 2017
20.10.17 07h02 » O papel da oposição e o de líderes
20.10.17 07h00 » Crise moral, pobreza política
20.10.17 06h50 » Educação Política (27)
20.10.17 06h45 » É hora do agronegócio suceder
20.10.17 06h30 » 40 anos depois da divisão – Final
19.10.17 21h00 » Evo, ZPE e Fiemt
19.10.17 20h00 » Nada nos une
19.10.17 06h50 » 40 anos - Polícia Militar
19.10.17 06h48 » Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito
19.10.17 06h45 » Sorriso perfeito é o natural

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados