ENQUETES

Se as eleições em MT fossem hoje, em quem você votaria para governador?

PUBLICIDADE

Meio Ambiente / MUNDO ANIMAL
01.01.2017 | 19h30
Tamanho do texto A- A+

Refúgio biológico em Itaipu tem reprodução inédita de onças-pintadas

O nascimento dos bebês-o​​nças ocorreu apenas três meses depois da aproximação entre os pais

DE O DIA

O Refúgio Biológico Bela Vista, da Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu (Paraná), registrou a primeira reprodução em cativeiro de onças-pintadas. Dois filhotes nasceram nesta semana, entre a tarde de quarta-feira, e a manhã de quinta.

O nascimento dos bebês-o​​nças, ocorreu apenas três meses depois da aproximação entre Valente, antigo morador do Refúgio, e a recém-chegada Nena, procedente da divisa do Mato Grosso do Sul e Goiás.

A reprodução da espécie era um sonho antigo dos profissionais do Refúgio. O Bela Vista já é referência em reprodução de outros animais, como a harpia, o veado-bororó e a anta. O nascimento das onças confirma que esta época é um período fértil no Refúgio, onde atualmente as harpias, por exemplo, estão se reproduzindo. Seis ovos estão sendo chocados.

 

Pretinhos

Os dois filhotes de onça passam bem. Eles são melânicos, isto é, sua cor é preta, como a da mãe. Mas, embora ​​Nena seja preta e Valente seja pintado, a diferença é só uma questão de pigmentação, em função da quantidade de melanina. Ambas as onças são da mesma espécie (Panthera onca).

Para garantir a integridade dos bebês-onças e evitar estresse da mãe, só a partir da semana que vem serão feitas imagens dos animais. Se tudo der certo, já em março a mãe com os filhotes serão expostos para visitação. Atualmente, só Valente é mantido na área de visitantes do recinto das onças que integra o circuito turístico.

​​Conquista

Desde duas semanas atrás, quando Nena estava apresentando mais evidências que um possível nascimento estava próximo, ela foi retirada do recinto principal, para se preparar para a chegada dos bebês. Agora, a mamãe-onça e os filhos estão em uma maternidade isolada no Zoológico Roberto Ribas Lange, onde recebem todos os cuidados.

Para o médico-veterinário Wanderlei de Moraes, essa é uma das principais conquistas da unidade. A primeira esperança de reproduçãoda espécie começou há 14 anos, com a chegada da onça Juma, que mais tarde se descobriu ter problemas de infertilidade (que já não tinha mais idade para se reproduzir).

​​Em extinção

Em todo o Brasil, Nena e Valente são o único casal de onças-pintadas da Bacia do Rio Paraná mantido em cativeiro. A maioria dos casais atualmente em cativeiro tem como origem a Amazônia.

Quando Nena chegou, em setembro, os profissionais da unidade de conservação foram bastante prudentes. Eles trabalhavam com a expectativa de que os primeiros filhotes fossem gerados em um ano.

A antecipação do prazo traz esperança de nascimento de mais onças-pintadas, espécie em processo de extinção na natureza. A única reserva de grande porte no Sul do País que abriga a espécie é o Parque Nacional do Iguaçu, na fronteira do Brasil com a Argentina, onde estão as Cataratas.

​​Histórico

A onça-preta fêmea foi doada à unidade de conservação pelo Criadouro Científico Instituto Onça-Pintada, de Goiás. Em idade fértil, a nova integrante do plantel de Itaipu foi sendo gradativamente introduzida no recinto da onça-pintada macho Valente, para que se acostumassem um com o outro.

Valente, capturado em uma fazenda no Mato Grosso do Sul, na divisa com São Paulo, tem nove anos de idade e Nena, três. Ela é a sexta onça recebida pelo Refúgio mantido pela Itaipu Binacional. Primeiro veio Juma, em 2002. Depois, Tonhão, Valente e Teka (também conhecida como Beyonça). E em setembro, junto com Nena, chegou também uma onça-pintada macho, que tem a mesma idade dela. Estrela do Refúgio desde que havia chegado ao local, Juma morreu no começo deste ano. Tonhão e Teka foram conduzidos para outros zoológicos.

Refúgio

O Refúgio Biológico Bela Vista está Instalado em uma área de 1.908 hectares na margem brasileira da usina, em Foz do Iguaçu (PR). O espaço reúne hoje a maior diversidade de espécies da flora e da fauna regional, muitas delas ameaçadas de extinção. O plantel de Itaipu conta com mais de 380 animais. O local é aberto à visitação. Moradores de Foz do Iguaçu, dos municípios lindeiros ao Lago de Itaipu e da região das três fronteiras não pagam para conhecer o atrativo.

Mais do que uma atração turística, o Refúgio Biológico de Itaipu é um importante centro de pesquisas e desenvolvimento de projetos, que recebe especialistas do mundo inteiro.

 

Fonte     http://odia.ig.com.br/brasil/2016-12-31/refugio-biologico-em-itaipu-tem-reproducao-inedita-de-oncas-pintadas.html




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados