ENQUETES

Na sua opinião, Pedro Taques deve disputar a reeleição?

PUBLICIDADE

Meio Ambiente / POLUIÇÃO AMBIENTAL
04.03.2017 | 05h30
Tamanho do texto A- A+

Ambientalistas processam Petrobras nos EUA por poluição em refinaria de Pasadena

Environment Texas e o Lone Star chapter do Sierra Club alegam que refinaria Pasadena, no Texas, violou limites de poluição; Petrobras diz que está dentro das regras.

DO G1

Dois grupos ambientalistas do Texas entraram com uma ação nesta quinta-feira (3) nos Estados Unidos por violações dos limites de poluição pela refinaria Pasadena, da Petrobras, na região de Houston, disseram as organizações. A refinaria é a mesma que foi responsável por uma investigação sobre superfaturamento e evasão de divisas.

O Environment Texas e o Lone Star chapter do Sierra Club alegam repetidas e contínuas violações de limites de poluição pela refinaria, operada pela subsidiária da Petrobras, Pasadena Refining System Inc (PRSI).

"Achamos que eles precisam ser responsabilizados por centenas de emissões de poluentes perigosos na comunidade", disse o diretor da Environment Texas, Luke Metzger.

Um porta-voz da subsidiária da Petrobras disse que a refinaria opera de acordo com as regulamentações do governo. "A Pasadena Refining System está ciente da ação sendo movida pela Environment Texas e Sierra Club e está atualmente revisando o processo", disse a companhia em um email.

"Estamos comprometidos a seguir todas as regulamentações locais, estaduais e federais e manter o foco da nossa equipe em operações seguras e confiáveis."

Metzger disse que a Petrobras solicitou uma reunião com a Environment Texas e com o Sierra Club. Os dois grupos estão dispostos a discutir um acordo com a companhia, disse ele.

Polêmica em Pasadena

A Petrobras comprou em 2006 uma participação de 50% na refinaria de Pasadena por US$ 360 milhões. O valor é muito superior ao pago um ano antes pela belga Astra Oil pela refinaria inteira: US$ 42,5 milhões.

Nos anos seguintes a Petrobras se desentendeu com a sua sócia nesse negócio, a Astra Oil, e uma decisão judicial a obrigou a comprar a participação da empresa belga. A compra de Pasadena acabou custando US$ 1,18 bilhão a Petrobras, um valor muito superior ao que a sua sócia pagou.

O caso ganhou notoriedade no noticiário político porque a compra foi realizada quando a ex-presidente da República, Dilma Rousseff, era presidente do conselho da Petrobras.

 

Fonte     http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/grupos-ambientalistas-processam-refinaria-da-petrobras-nos-eua-por-poluicao.ghtml




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados