ENQUETES

Qual sua expectativa sobre a seleção brasileira nesta Copa?

PUBLICIDADE

Judiciário / LONGE DAS URNAS
07.06.2018 | 19h20
Tamanho do texto A- A+

TJ nega recurso e mantém Wilson Santos inelegível por três anos

Ação se refere a período em que deputado foi prefeito de Cuiabá

Alair Ribeiro/Midianews

Clique para ampliar

Deputado Wilson Santos: direitos políticos suspensos

DA REDAÇÃO
A 2ª Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou recurso de apelação do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) e manteve a sentença que determinou a suspensão dos seus direitos políticos por um período de três anos.
 
Ele também está proibido de contratar com o poder público, receber benefícios ou incentivos fiscais e creditícios direta ou indiretamente.

A decisão colegiada é resultado de uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público Estadual, por meio do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público da Capital. 
 
A condenação se deu em razão do deputado, que à época dos fatos exercia o cargo de prefeito de Cuiabá, ter promovido a contratação de servidores sem concurso público.

Além dele, também foi acionado o então secretário municipal de Saúde, Luiz Soares, atual o secretário estadual de Saúde.
 
De acordo com o MPE, a sentença proferida em primeiro grau atingiu os dois gestores, mas em grau de recurso a condenação de Luiz Soares foi revertida.
 
A decisão pelo não provimento do Recurso de Apelação interposto por Wilson Santos e pelo município de Cuiabá foi unânime. O relator do caso foi o desembargador José Zuquim Nogueira.



Clique aqui e faça seu comentário


8 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

lucilina de almeida silva  11.06.18 15h15
Nossa Wilson nao quer dar braço a torcer ,tem que conformar. Ja foi decidido nao vai sair por tres anos.
1
0
rafaela   08.06.18 14h50
ANO ELEITORAL , GALERA VAMOS TER CAUTELA , AÇÃO CABE RECURSOS. O HOMEM TERMINOU A SALGADEIRA, A TRINCHEIRA SANTA ROSA, MELHOROU O AEROPORTO, MELHOROU O COT UFMT , ENTREGOU A DRENAGEM DA UFMT QUE AQUILO ERA UMA MERDA, ENTREGOU CASAS POPULARES EM CÁCERES EM UM ANO NA SECRETARIA DE CIDADES, E POVO AINDA QUER FALAR MAL ? AFZZZ POR ISSO QUE O BRASIL NÃO VAI PARA FRENTE. FALAAA AI UMA OBRA DA DEPUTADA JANAINA RIVA? UMA OBRA DO DEPUTADO ZECA VIANA ??? AGORA POR SER UM ANO ELEITORAL ESTÃO PROCURANDO TODOS OS MOTIVOS PARA PREJUDICAR. DEIXA O HOMEEEM TRABALHAAAAAAAR POVOOOOOO
5
41
Mariete  08.06.18 10h48
Justiça feita
68
8
Graci Ourives de Miranda  08.06.18 09h23
Demorou. Já era tempo. Graci Ourives de Miranda
70
7
maria souza  08.06.18 07h21
Deus e Pai,graças a Deus mais um fora antes tarde do que nunca esse já deveria ter saído faz tempo agora sim justiça tarda mais não falha
58
7
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados