ENQUETES

Você é a favor ou contra Silval fazer delação e ganhar a liberdade?

PUBLICIDADE

Judiciário / TRANSPORTE URBANO
11.01.2017 | 06h30
Tamanho do texto A- A+

Justiça mantém suspensão do aumento da tarifa de transporte em SP

Governador Geraldo Alckmin disse, na manhã desta terça-feira (10), que recorreu da decisão.

DO G1
   

 

 

 

 

O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve, nesta terça-feira (10), a decisão liminar que suspende o aumento da tarifa de integração do sistema de transporte metropolitano, incluindo integranção ônibus + metrô/CPTM, bilhete único 24 horas e bilhete único mensal. O reajuste foi aplicado neste domingo (8).

 

 

 

Segundo o presidente do TJ, o desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, “no caso presente, a decisão questionada entendeu que a redução do desconto que beneficiava significativa parcela dos usuários do transporte público metropolitano, em especial aqueles que utilizam o sistema integrado, e que resultou em reajuste bem acima dos índices inflacionários, não foi devidamente justificada”.

 

 

 

De acordo com o Mascaretti, “faltou, em uma análise inicial, detalhamento técnico que demonstrasse a existência de situação fática autorizadora do reajuste nos patamares praticados”. Ainda segundo a decisão, "considerados os próprios fundamentos da ordem liminar, não há como aferir aqui que a sua manutenção representará irreparável impacto e prejuízo ao erário."

 

   


Alckmin afirmou no início da tarde desta terça-feira (10) que, para manter as tarifas do transporte público conforme determinou decisão judicial da última sexta-feira (6), precisaria ser notificado. No entanto, segundo ele, para recorrer da decisão, não.

 

 

"Se você tem notícia sobre uma ação judicial, não tem nenhum problema [se antecipar para] recorrer. Passei o dia inteiro aqui e não recebi [a notificação]", afirmou após receber o ministro da Saúde, Ricardo Barros. "[Por outro lado,] você precisa ser notificado para cumprir uma decisão", explicou.

 

 

 

 

 

Os reajustes no transporte metropolitano que entraram em vigor neste domingo (8) e foram mantidos mesmo após liminar:

 

Tarifa do Metrô: valor de R$ 3,80 foi mantido

 

Tarifa da CPTM: valor de R$ 3,80 foi mantido

 

Tarifa de ônibus: valor de R$ 3,80 foi mantido

 

Integração ônibus + Metrô/CPTM: aumentou de R$ 5,92 para R$ 6,80

 

Bilhete 24 horas (comum): aumentou de R$ 10 para R$ 15

 

Bilhete 24 horas (integração): aumentou de R$ 16 para R$ 20

 

Bilhete mensal (comum): aumentou de R$ 140 para R$ 190

 

Bilhete mensal (integração): aumentou de R$ 260 para R$ 300

 

Fonte       http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/justica-mantem-suspensao-do-aumento-da-tarifa-de-transporte-em-sp.ghtml

 




Clique aqui e faça seu comentário


1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Welbi Maia Brito  11.01.17 13h11
Para atender a um pedido político do PT, que visa apenas prejudicar o governador Geraldo Alckmin, o Tribunal de Justiça de SP pode provocar aumento das tarifas de transporte para toda a população. O congelamento das passagens unitárias decidida pelo governo de SP beneficiaria a maioria dos usuários. Em benefício de uma minoria, a Justiça desorganiza todo orçamento do Estado.
0
0

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados