Cuiabá, Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018
CASO DO GOLEIRO BRUNO
05.10.2018 | 05h30 Tamanho do texto A- A+

Goleiro Bruno poderá sair da cadeia e ir para semiaberto no dia 13

Macarrão também teve seu pedido acatado pela Justiça e deverá cumprir pena em liberdade condicional

Reprodução Internet

de O DIA

O ex-goleiro do Flamengo Bruno de Souza, condenado pela morte da amante Eliza Samudio, poderá sair da cadeia e ir para regime semiaberto no próximo dia 13. A Justiça de Varginha (MG) concedeu a diminuição de 24 dias da sua pena por trabalho, estudo e leitura.

 

A decisão foi comunicada pelo Tribunal de Justiça de Minas nesta quinta-feira.

As condições do cumprimento de sua pena em regime semiaberto ainda serão definidas pelo juiz da Vara de Execuções Penais de Varginha, Tarciso Moreira Souza.

 

Além de Bruno, Luiz Henrique Ferreira Romão, mais conhecido por Macarrão, outro participante do crime, também teve seu pedido acatado pela Justiça e poderá cumprir pena em liberdade condicional.  

 

A liberdade condicional de Macarrão terá algumas condições: comprovar ocupação lícita em 30 dias; comparecer mensalmente em juízo para provar residência fixa e permanência em ocupação lícita; não mudar de residência, nem se ausentar sem prévia autorização judicial, e se recolher às 22h em sua residência até as 6 da manhã, salvo se comprovar atividade lícita.

 

Além disso, Macarrão não poderá frequentar bares, boates, casas de prostituição e locais de reputação duvidosa. No próximo dia 31, será realizada sua audiência, na qual Macarrão irá assinar termo concordando com as novas condições de cumprimento da pena. Todas essas informações são do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

 

 

Fonte      https://odia.ig.com.br/brasil/2018/10/5580641-goleiro-bruno-podera-sair-da-cadeia-e-ir-para-semiaberto-dia-13-de-outubro.html




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia