ENQUETES

Qual sua expectativa sobre a seleção brasileira nesta Copa?

PUBLICIDADE

Fogo Amigo
17.04.2017 | 11h21
Tamanho do texto A- A+

Sem perseguição

Juíza diz que não nutre raiva por ex-vereador

DA REDAÇÃO

Selma Arruda 051216

A juíza Selma Arruda, que negou ser suspeita para julgar João Emanuel

A juíza Selma Arruda negou mais um pedido da defesa do ex-vereador João Emanuel para afastá-la do processo oriundo da operação Castelo de Areia, que apura crimes de estelionato.

 

Na decisão, publicada nesta segunda-feira (17), a magistrada pontuou jamais ter afirmado se sentir ameaçada ou com medo do suposto atentado que João Emanuel teria encomendado contra sua vida.

 

O suposto atentado foi citado pelo empresário Walter Magalhães, também réu do processo, que disse que o ex-vereador teria pedido para o Comando Vermelho matar a juíza.

 

Selma pontuou que só seria suspeita para julgar o caso se ela própria fosse vítima no processo, “o que não é o caso dos autos”.

 

“Ademais, esta magistrada não nutre nenhum sentimento de temor, raiva, perseguição, ou mesmo qualquer discriminação ou preferência pelo Excipiente”, garantiu.




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Junho de 2018
23.06.18 08h00 » Até o fim
22.06.18 16h54 » Desagravo
22.06.18 13h41 » Multa de R$ 6,4 mi
22.06.18 11h37 » Na torcida
21.06.18 21h09 » Ex-amigos
21.06.18 17h25 » Contra o partido
21.06.18 15h45 » Questão de foro
21.06.18 10h20 » Sétima Vara
21.06.18 09h45 » Delação
21.06.18 09h42 » Reconhecimento

1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados