ENQUETES

Você acha que os políticos, conselheiros e empresários alvos da PF serão condenados?

PUBLICIDADE

Fogo Amigo
16.05.2017 | 19h40
Tamanho do texto A- A+

Propina na Sefaz

Perri: agente tentou colocar culpa em Nadaf

DA REDAÇÃO

MidiaNews

Pedro Nadaf 290816

O ex-secretário chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf

Na decisão que negou soltar o agente tributário André Fantoni, o desembargador Orlando Perri afirmou que ele planejou junto com seu advogado, Fernando Henrique Ferreira Nogueira, colocar a culpa do esquema de recebimento da propina no ex-secretário chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf.

 

Fantoni é acusado de reduzir um auto de infração, no valor de R$ 65,9 milhões, da empresa Caramuru Alimentos, para R$ 315 mil. Em troca, ele e outros dois agentes, Alfredo Menezes Mattos Junior e Farley Coelho Moutinho teriam recebido propina de R$ 1,8 milhão.

 

Conforme o desembargador, em depoimento a Polícia Civil, o representante  da empresa Caramuru, Walter de Souza Júnior, declarou que  estratégia foi definida durante uma reunião no Hotel Odara.

 

“Tendo André dito que teriam que resolver que estratégia iria usar e que ele iria se reunir com seu advogado naquele mesmo dia, no Hotel Odara, tendo solicitado a presença do interrogando para tal reunião. Durante a conversa o advogado e André criaram diversas estratégias, sendo que a primeira foi criar uma história de que os pagamentos realizados pela empresa teriam sido para pagar propinas ao ex-secretário Pedro Nadaf, pois segundo Fernando, Pedro Nadaf já estava incriminado e que jogariam mais essa na conta dele", disse Júnior.

 




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Setembro de 2017
21.09.17 13h09 » Fator Cidinho
21.09.17 09h38 » “Parcialidade”
21.09.17 08h07 » Paiaguás x TJ
21.09.17 07h00 » Efeito Lava Jato
20.09.17 20h26 » É guerra!
20.09.17 16h36 » No Facebook
20.09.17 16h25 » Grampolândia
20.09.17 16h22 » Decisão de Perri
20.09.17 16h18 » Jarbas afastado
20.09.17 16h00 » 100% Equipado

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados