Cuiabá, Quarta-Feira, 16 de Janeiro de 2019
Fogo Amigo
07.08.2018 | 08h30 Tamanho do texto A- A+

Notas frias

Delator diz que Botelho também foi beneficiado

DA REDAÇÃO

Eduardo Botelho e Wancley

O presidente da AL, Eduardo Botelho, e Wancley Carvalho: acusados

No depoimento do contador Hilton Carlos da Costa Campos, que subsidiou a Operação Déjà Vu, do Ministério Público Estadual (MPE), via Gaeco, os deputados Eduardo Botelho (DEM) e Wancley Carvalho (PV) são acusados de terem se beneficiados por meio de uso de notas fiscais frias, no início de seus mandatos, em 2015.

 

Segundo o delator, uma nota foi emitida para cada. Isso porque, logo em seguida, o então presidente da Mesa Diretora da Assembleia, deputado Guilherme Maluf (PSDB), mudou as regras e eles não precisaram mais justificar o gasto com verba indenizatória.




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Janeiro de 2019
16.01.19 17h03 » Polícia Civil
16.01.19 14h20 » Servidores de MT
16.01.19 11h03 » Vetos cassados
16.01.19 08h31 » Mendes em Brasília
16.01.19 07h00 » Três no alto escalão
15.01.19 21h15 » Na labuta
15.01.19 15h56 » Caso Scheifer
15.01.19 11h50 » Linha dura no MPE
15.01.19 11h15 » R$ 65 mil mensais
15.01.19 08h40 » Porto