ENQUETES

O que Cuiabá deveria ganhar de presente de aniversário?

PUBLICIDADE

Fogo Amigo
19.04.2017 | 08h33
Tamanho do texto A- A+

Divisão de propina

Chico Lima teria enganado todo o grupo

DA REDAÇÃO

 

Chico Lima

O procurador aposentado Chico Lima, que teria "passado a perna" na organização criminosa

O procurador aposentado Francisco Andrade Lima Filho, o “Chico Lima”, teria “passado a perna” em toda a organização criminosa da 4ª fase da Operação Sodoma, supostamente liderada pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

 

A afirmação é do empresário Filinto Muller, delator do esquema que teria sido concretizado por meio da desapropriação de uma área de 55 hectares no Bairro Jardim Liberdade, em Cuiabá. A área, de acordo com a Defaz e o Ministério Público Estadual (MPE), custou aos cofres públicos R$ 31,75 milhões, dos quais metade do valor (R$ 15,8 milhões) foi desviado.

 

O delator contou que, a princípio, ofereceu a cobrança de 4% do valor desviado para “lavar” o dinheiro. Já Chico Lima (atualmente preso) recusou a oferta e Filinto Muller aceitou fazer o serviço por 3%.

 

Porém, conforme Filinto, o procurador teria mentido aos demais membros do grupo que o empresário cobrou 4%.

 

“Eu cobrava 4% e ele dizia que era muito caro. Eu acabei cobrando 3% pra fazer a lavagem do dinheiro. Parece que ele passou para os outros que era 4% mesmo, aí me passou 3% e ficou com 1% para ele”, disse o delator, em audiência ocorrida na última terça-feira (18).




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Abril de 2018
19.04.18 09h03 » Facão no TCE-MT
19.04.18 08h06 » Urnas & Futebol
18.04.18 19h00 » Lucro abusivo
18.04.18 15h09 » Nomeação no staff
18.04.18 10h57 » "Vc vai morrer"
18.04.18 08h00 » Efeito paletó
17.04.18 21h46 » "Assassino"; veja
17.04.18 21h45 » Post no Insta
17.04.18 21h40 » Mal em pesquisa
17.04.18 16h13 » Luto no campo

1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados