ENQUETES

Você acha que os políticos, conselheiros e empresários alvos da PF serão condenados?

PUBLICIDADE

Fogo Amigo
16.05.2017 | 07h53
Tamanho do texto A- A+

Arapongagem

MPE deixa apuração a cargo de Janot

DA REDAÇÃO

Marcus Mesquita Imagens

Mauro Curvo

Procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo

O procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo, não pretende instaurar no Ministério Público Estadual (MPE) qualquer investigação acerca das denúncias de existência de uma “central de grampos” clandestina em Mato Grosso.

 

O argumento do chefe do MPE é que o caso já está sob a responsabilidade da Procuradoria Geral da República (PGR), comandada por Rodrigo Janot, para onde foi remetida a representação assinada pelo promotor de Justiça Mauro Zaque, denunciante do suposto esquema, que contaria com a conivência do governador Pedro Taques (PSDB).

 

Aliás, a única investigação que Curvo considera abrir é a que possivelmente investigará a conduta de Zaque. Isso porque o govenador já anunciou que representará o promotor por suposta fraude no protocolo da denúncia junto ao Palácio Paiaguás.

 

De acordo com Taques, Zaque não apenas mentiu ao afirmar que o informou sobreo suposto esquema como adulterou documentos oficiais por meio dos quais teria comunicado o Executivo acerca de suas suspeitas.

 

Já Zaque alegou que fez o protocolo da denúncia e, se ocorreu algum erro, foi culpa do Estado, e não dele.




Leia mais notícias sobre Fogo Amigo:
Setembro de 2017
21.09.17 13h09 » Fator Cidinho
21.09.17 09h38 » “Parcialidade”
21.09.17 08h07 » Paiaguás x TJ
21.09.17 07h00 » Efeito Lava Jato
20.09.17 20h26 » É guerra!
20.09.17 16h36 » No Facebook
20.09.17 16h25 » Grampolândia
20.09.17 16h22 » Decisão de Perri
20.09.17 16h18 » Jarbas afastado
20.09.17 16h00 » 100% Equipado

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados