ENQUETES

O que você achou da eliminação da seleção brasileira da Copa da Rússia?

PUBLICIDADE

Esportes / FUTEBOL DE RESULTADOS
09.07.2018 | 19h00
Tamanho do texto A- A+

Sem Borja, Roger Machado não descarta reforço para o ataque

Roger Machado pensa em buscar soluções dentro do próprio elenco

Reprodução Internet

Clique para ampliar

do TERRA NOTICIAS

O Palmeiras não poderá usar Miguel Borja nos primeiros compromissos após a Copa do Mundo da Rússia. A princípio, o técnico Roger Machado pensa em buscar soluções dentro do próprio elenco, mas não descarta a possibilidade de reforçar o setor ofensivo.

Borja passou por artroscopia na última sexta-feira e precisará de quatro a seis semanas para retornar. O Palmeiras ainda negociou Keno com o Pyramids e Fernando com o Shakhtar Donetsk. Com menos opções para o ataque, Roger Machado está de olho em eventuais oportunidades de reforçar o grupo.

 

"Essas janelas (de transferência) acabam sendo cruéis com os clubes brasileiros. A gente se programa para estar sempre monitorando o mercado em função da possibilidade de perder algum jogador. O monitoramento é constante", declarou o comandante palmeirense.

 

Com 12 rodadas completadas no Campeonato Brasileiro, a maioria dos jogadores já disputou mais do que seis jogos e não pode representar outro clube. Na Copa Libertadores, o aproveitamento de atletas que entraram em campo também é inviável.

"Com o Miguel fora, temos o Deyverson e buscamos, em um primeiro momento, as alternativas dentro do nosso grupo. Mas, se houver necessidade, não tenho dúvida", disse Roger, sobre a possibilidade de reforçar o grupo, apesar das dificuldades do mercado.

 

"Mesmo sabendo que no Brasil quem joga sete jogos já não pode atuar e que quem jogou a Libertadores também não, a gente monta um quebra-cabeça e procura as melhores opções para oferecer à diretora. Se houver necessidade, não tenho dúvida de que será feito", afirmou o treinador.

 

"Essas janelas (de transferência) acabam sendo cruéis com os clubes brasileiros. A gente se programa para estar sempre monitorando o mercado em função da possibilidade de perder algum jogador. O monitoramento é constante", declarou o comandante palmeirense.

 

Com 12 rodadas completadas no Campeonato Brasileiro, a maioria dos jogadores já disputou mais do que seis jogos e não pode representar outro clube. Na Copa Libertadores, o aproveitamento de atletas que entraram em campo também é inviável.

"Com o Miguel fora, temos o Deyverson e buscamos, em um primeiro momento, as alternativas dentro do nosso grupo. Mas, se houver necessidade, não tenho dúvida", disse Roger, sobre a possibilidade de reforçar o grupo, apesar das dificuldades do mercado.

 

"Mesmo sabendo que no Brasil quem joga sete jogos já não pode atuar e que quem jogou a Libertadores também não, a gente monta um quebra-cabeça e procura as melhores opções para oferecer à diretora. Se houver necessidade, não tenho dúvida de que será feito", afirmou o treinador.

 

 

Fonte      https://www.terra.com.br/esportes/palmeiras/sem-borja-roger-machado-nao-descarta-reforco-para-o-ataque,958e512f4b10e89747e08d6ae7944ec67nugtf4n.html




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web