Esportes / STOCK CAR
06.08.2018 | 00h30
Tamanho do texto A- A+

Com tática perfeita, Barrichello voa no fim e é campeão da Corrida do Milhão

Campeão em 2014, piloto toma posição de Max Wilson na última volta para ficar com o título

Foto Frenanda Peixoto Stock Car

Clique para ampliar

DO GLOBO ESPORTE

Em uma prova imprevisível, o caminho parecia mais claro para Daniel Serra. O líder do campeonato e pole da Corrida do Milhão, porém, pouco pôde aproveitar seu lugar na dianteira. Em uma disputa marcada por acidentes e entradas do safety car, valeu a inteligência de uma tática ousada. Pouco antes da última volta, Rubens Barrichello tomou o lugar de Max Wilson ao sair dos boxes e conquistou a vitória no circuito oval do anel externo de Goiânia.

 

Campeão em 2014, Rubinho conquista a sua segunda vitória na Corrida do Milhão. Max Wilson ficou com o segundo lugar, seguido pelo português Antônio Félix da Costa, que também chegou a flertar com a vitória. Felipe Massa, uma das atrações da prova, voltou a sofrer, teve um pneu furado ao escapar da pista já na reta final da prova.

 

Ainda na volta de apresentação, Antônio Pizzonia e Átila Abreu tiveram problemas, e o safety car foi para a pista. Na largada, Daniel Serra acelerou e manteve a ponta. Segundo colocado, Rubens Barrichello viu o português Antônio Félix da Costa tomar seu lugar. Felipe Massa, que havia largado em 28º lugar, ganhou seis posições e pulou para 22º.

 

Na primeira volta, Galid Osman escapou da pista e se chocou com a parede de proteção. Os pneus foram para a pista, e o safety car voltou à prova. O carro de segurança voltaria pouco depois, após Júlio Campos também se chocar com a parede de proteção. Na prova, Daniel Serra se manteve na dianteira, seguido por Félix da Costa. Logo atrás, Max Wilson empurrou Rubinho para o quarto lugar.

 
Ao sair para os boxes, porém, Daniel Serra viu seu carro morrer e perdeu posições. Depois de todos os outros pilotos pararem, Lucas Foresti, que só havia abastecido, assumiu a liderança, seguido por Félix da Costa. Foi o momento, então, do maior susto do domingo. Thiago Camilo rodou em meio a cinco carros. Todos conseguiram escapar, menos Cacá Bueno. O piloto tentou desviar, mas se chocou com a lateral do carro de Thiago Camilo. Cacá chegou a perder uma de suas portas e foi parar no muro de proteção, mas saiu sem ferimentos.
 
Com o safety car mais uma vez na pista, 24 dos 33 carros que começaram a corrida seguiam na briga pelo título. Na relargada, Foresti logo foi ultrapassado por Félix da Costa e por Max Wilson, a sete minutos do fim da prova. Felipe Massa, com problemas em todo o fim de semana, saiu da pista, rodou e voltou com o pneu furado. Na reta final, Max Wilson saiu para fazer abastecimento na abertura da segunda janela de abertura dos boxes.
 
Na volta seguinte, Félix da Costa fez o mesmo, mas não conseguiu tomar o lugar brasileiro. Rubinho, porém, usou a mesma tática de Max e voltou dos boxes na frente para a última volta da prova. Dali até o fim, acelerou para conquistar sua segunda vitória na Corrida do Milhão.
 
 



Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web