Cuiabá, Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
DESVIO DE CONDUTA
27.10.2018 | 07h30 Tamanho do texto A- A+

Campeão mundial revela drama com as drogas e que tentou suicídio em 2016

Puglista britânico Tyson Fury falou sobre depressão e problemas com a cocaína

Reprodução Internet

de O DIA

Tyson Fury revelou alguns dramas em sua vida. O boxeador admitiu, na última quinta-feira, no programa 'Joe Rogan', ter usado cocaína no ano passado e que em 2016 chegou a tentar o suicídio após uma profunda depressão.

 

“Eu havia desistido da vida. Comecei a ter esses pensamentos malucos. Comprei uma Ferrari nova no verão de 2016, estava na estrada a 305 km/h e em direção a uma ponte. Não estava me importando com nada. Só queria morrer”, disse Fury que revelou que seu quadro de depressão começou a surgir ainda em 2015, quando derrotou Wladimir Klitschoko e que desistiu de se matar quando 'ouviu vozes'.

 

“Ouvi vozes dizendo: ‘não, não faça isso, Tyson, pense em seus filhos, sua família, seus filhos e sua filha crescendo sem um pai”, contou. “Encostei o carro e estava tremendo. Não sabia o que fazer. Estava com muito medo”.

 

Tyson Fury, aos 30 anos, já admitiu ter usado drogas, como álcool e cocaína, e retornou ao ringue neste ano, após dois anos afastado. Em junho, derrotou Sefer Sefari em quatro rounds e, em agosto, venceu Francesco Pianeta, em decisão unanime por pontos.

 

O britânico enfrenta Deontay Wilder em dezembro, em Los Angeles, na disputa pelo cinturão mundial do Conselho Mundial de Boxe (WBC).

 

Fonte      https://odia.ig.com.br/esporte/2018/10/5587054-campeao-mundial-revela-drama-com-as-drogas-e-que-tentou-suicidio-em-2016.html




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia