ENQUETES

Com mais esse escândalo, você acha que Temer deve renunciar?

PUBLICIDADE

Equilíbrio / PRÁTICAS DO BEM
10.01.2017 | 19h30
Tamanho do texto A- A+

Para começar bem o novo ano

Especialistas ensinam como se motivar para não deixar a rotina tomar conta e evitar ciladas

DE O TEMPO

Você sabe aonde quer chegar? O que te motiva? “Muitos conseguem acordar bem-dispostos todos os dias e nunca pensaram em desejar que o tempo passe rápido até o fim do expediente em uma sexta-feira. Quando a maior parte das atividades rotineiras parece um martírio, há um claro indício de que está faltando motivação na vida”, analisa Alvaro Fernando, especialista em habilidades conversacionais e em comunicação e persuasão.

Ele explica que situações dessa natureza são cada vez mais habituais. “É comum ouvirmos que está errado ‘se contentar com pouco’. Isso nos leva a traçar objetivos sempre mais difíceis, e ficamos sem tempo para desfrutar aquilo que chamamos de “vida”. Quando temos dificuldade em identificar nosso propósito na vida ou, ainda, acreditamos que a ambição material e a fortuna são os segredos da felicidade, é muito provável que nunca estejamos satisfeitos e muitas vezes nos sintamos deprimidos e amedrontados”.

Alvaro dá um exemplo: “Quando telefonamos para alguém perguntando como anda a vida, é habitual ouvirmos: “Na correria”. Ligamos novamente, e a mesma pessoa continua na correria. Imaginamos a pessoa correndo em uma esteira, sem chegar a lugar algum. É esse aonde chegar que muitas vezes nos motiva”.

Quatro conselhos para se motivar
 
Viva o presente. Estamos, na maior parte do tempo, pensando no passado (eu deveria ter feito aquilo) e no futuro (amanhã farei isto). Geralmente, só trazemos nossa mente para o presente quando algo muito bom está acontecendo. Pergunte a um surfista no que ele pensa enquanto surfa, e ele provavelmente responderá: “Nada”, pois ele está no presente. Encarar a vida dessa forma gera excesso de ansiedade e preocupação, deixando-nos desmotivados. Para se libertar desse estresse, é preciso viver no presente; o passado traz culpa e arrependimento, e o futuro, ansiedade e preocupação.

Filtre as informações negativas. Recebemos muitas informações o tempo todo, nem sempre de fontes apropriadas. Certas notícias nos deixam deprimidos e assustados, pois nos sentimos impotentes diante de situações negativas que não podemos mudar. Devemos moderar a exposição a fatos negativos, deixá-los distantes de nossos interesses e de nosso âmbito de ação.

Conheça-se e busque o equilíbrio. Você sabe como é sua rotina (ou seja, tem consciência do que faz). Mas, muitas vezes, o que fazemos não é aquilo que, de fato, somos. O autoconhecimento é fundamental para ter prazer em uma atividade e se sentir motivado.

Aproveite aquilo que a vida lhe oferece. Você não gosta do seu trabalho? Se não consegue pensar em nenhum aspecto positivo, pode ser o caso de procurar outro emprego. Mas, antes, faça a reflexão: quantas pessoas gostariam de estar em seu lugar? Quantas pessoas gostariam de não estar sozinhas? Tente valorizar o que já conquistou até aqui (e seu trabalho, mesmo que tenha defeitos, faz parte disso).

Fonte: Alvaro Fernando 


Dicas

Cinco ações que devem ser abortadas no próximo ciclo

Todo fim de ano é a mesma coisa. As pessoas fazem balancetes emocionais e financeiros, computam ganhos e perdas e tecem planos mirabolantes, muitos difíceis de serem cumpridos.

Christian Barbosa, especialista em administração de tempo e produtividade, é CEO da TriadPS, que, ao fim de cada ano, realiza uma pesquisa com funcionários de empresas de todo o Brasil para avaliar quais foram as coisas que mais impactaram a produtividade ao longo do período.

“O objetivo é enxergar quais foram os vilões do tempo e mostrar como é possível mudar esse cenário no ano seguinte.

O excesso de redes sociais foi avaliado. “Muitas vezes, a pessoa está trabalhando, produzindo algo importante, mas surgem, a todo instante, alertas no celular e no computador. Quem deseja ter um ano mais produtivo precisa diminuir o volume de acesso. Não é necessário parar de usar, basta se desligar de grupos e conteúdos irrelevantes e focar o que é importante”, aconselha o especialista.  

Outro comportamento que merece atenção é o descontrole. “Quem não aprende a controlar o tempo e as finanças fica com a sensação de que tudo está passando rápido demais e que o dinheiro não é suficiente. Para mudar isso, é preciso aprender a controlar a agenda, organizar as atividades e compromissos, de forma que seja possível priorizar o que é realmente importante. Deixar tudo na cabeça ou anotado em um pedaço de papel faz com que a pessoa perca o controle da organização, o que dá a sensação de correria”, propõe Christian.

Outro grande vilão é a falta de rotina. “Alguém sem hábitos planejados não tem tempo para realizar as atividades pessoais. Estabeleça uma agenda com um tempo dedicado a suas ações, como praticar um esporte ou ler um livro. Quando você cria uma rotina, surge a sensação de evolução, pois começa a colocar em seu tempo as coisas que realmente gosta de fazer”, diz Christian. 

E, para finalizar, livre-se das promessas inalcançáveis. “Selecione apenas as meFonte    tas que são realmente importantes e escolha, no máximo, três delas para colocar em prática. É preciso criar um plano de ação eficiente, com estratégias que ajudem a definir metas com mais clareza. É possível fazer com que 2017 não seja apenas um ano de promessas esquecidas”finaliza.

 

Fonte       http://www.otempo.com.br/interessa/para-come%C3%A7ar-bem-o-novo-ano-1.1421269




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados