ENQUETES

Você já decidiu em quais candidatos irá votar nestas eleições?

PUBLICIDADE

Eleições 2018 / ALFINETOU RIVAIS
13.09.2018 | 11h55
Tamanho do texto A- A+

WF mira adversários e diz que em 39 anos jamais atrasou salário

Candidato ao Governo pelo PR entrou em polêmica envolvendo Mauro Mendes e Pedro Taques

Alair Ribeiro/MidiaNews

Clique para ampliar

O candidato ao Governo, Wellington Fagundes, que alfinetou os principais adversários

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O candidato ao Governo Wellington Fagundes (PR) afirmou que em quase 40 anos de atuação no setor privado, jamais atrasou salários de seus colaboradores.

 

A declaração foi dada na manhã desta quinta-feira (13), durante entrevista ao MTTV 1ª edição.

 

“Sou comerciante. Há 39 anos como comerciante, nunca atrasei salário um dia. Não tenho uma pessoa que possa dizer que Wellington não cumpriu com o colaborador”, disse o candidato.

 

A declaração soa como uma alfinetada a seus principais adversários: o governador e candidato à reeleição, Pedro Taques (PSDB), e o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM).

 

Sou comerciante. Há 39 anos como comerciante, nunca atrasei salário um dia. Não tenho uma pessoa que possa dizer que Wellington não cumpriu com o colaborador

Nesta semana, ambos trocaram farpas ao debater o assunto. De um lado, Mendes criticou o fato de parte do funcionalismo público não ter recebido o salário no dia 10, conforme prevê a Constituição Estadual.

 

De outro, Taques citou o episódio do bloqueio de verbas rescisórias de 800 funcionários que trabalharam na empresa Mavi Engenharia – de propriedade de Mendes - e afirmou que o ex-prefeito foi o responsável por essas pessoas passarem fome.

 

“Ontem tive uma longa reunião discutindo com o movimento sindical [salários e investimentos do Estado]. Porque o servidor público não tem que estar em choque nem com a sociedade, muito menos com o Governo”, disse Fagundes.

 

“São mais de 100 mil servidores, o Estado é a maior empresa de Mato Grosso. Temos que motivar o servidor público”, afirmou.

 

Questionado se o funcionalismo público no Estado é mal remunerado, Fagundes disse acreditar que é servidor não é motivado.

 

“Salário é importante, é sagrado, tem que pagar em dia. Além disso, precisamos criar condições para que o servidor possa fazer seu trabalho motivado. O maior capital de uma empresa, seja pública ou privada, é o patrimônio humano”.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

“Ele desrespeita o eleitor e comete crimes no período eleitoral”

 

Taques: “Mendes viola os direitos humanos e ostenta riqueza”




Clique aqui e faça seu comentário


2 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Fernando  14.09.18 12h20
A campanha de todos os candidatos tá parecendo que são candidatos a presidente de sindicato de funcionários públicos..
1
2
Teodoro da Silva Junior  14.09.18 09h23
A campanha dos candidatos ao governo, que parece que concorrem à presidência do fórum sindical, continua no mesmo tom! Gostaria de saber o que irão fazer em prol dos cidadães que pagam seus escorchantes impostos , que pagam os políticos e os funcionários públicos? Uns prometem RGA, outros salários antecipados, outros tem vice funcionária pública, etc. E nós que pagamos a todos: como ficamos?
5
3
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web