ENQUETES

Com mais esse escândalo, você acha que Temer deve renunciar?

PUBLICIDADE

Economia / POLÍTICA ECONÔMICA
16.03.2017 | 08h00
Tamanho do texto A- A+

Moody's vê sinal de recuperação e melhora perspectiva do Brasil

A nota do país foi mantida em Ba2, na categoria de especulação, com perspectiva estável.

DO G1

A Moody's alterou nesta quarta-feira (15) a perspectiva do ratings dos títulos da dívida do Brasil de negativa para estável. A nota do país foi mantida em Ba2, na categoria de especulação. Com isso, o país deixa de ter previsão de novos rebaixamentos nas próximas revisões.

"A expectativa da Moody's de que os riscos de deterioração refletidos na perspectiva negativa estão diminuindo e as condições macroeconômicas se estabilizando, enquanto a economia apresenta sinais de recuperação, a inflação em queda e o cenário fiscal está mais claro", justificou a agência em nota.

 

 

O relatório citou ainda "sinais de que o funcionamento da estrutura de políticas econômicas está melhorando e de que as instituições estão recuperando sua solidez, o que dá sustentação à planejada implementação de reformas fiscais estruturais".

Moody's melhorou perspectiva do Brasil pouco mais de um ano após a perda do grau de investimento do país pela agência (Foto: REUTERS/Brendan McDermid)

A agência afirma que o início da recuperação da economia brasileira é esperado para 2017.

"O surgimento no ano passado de um ambiente positivo para as reformas sinaliza a melhora do funcionamento das instituições que darão suporte à implementação da reforma fiscal e a aprovação da reforma da Previdência neste ano. Os riscos de passivos contingentes relacionados ao apoio financeiro à Petrobras diminuíram, reduzindo em consequência os riscos de deterioração, enquanto o custo fiscal do alívio da dívida concedido aos governos estaduais permanece limitado", diz a agência.

O Ministério da Fazenda informou que não comentará a mudança da perspectiva do rating brasileiro porque o ministro Henrique Meirelles está em trânsito, viajando para a reunião do G20 na Alemanha.

 

Grau de investimento

Pela Moody's Brasil perdeu o grau de investimento, considerado um selo de bom pagador para o mercado, em fevereiro de 2016. Foi a última das três grandes agências a colocar o país na categoria de especulação. A nota do país caiu dois degraus de uma vez: passou de Baa3, o último nível dentro do grau de investimento, para Ba2, que é categoria de especulação. Na ocasião, a agência também colocou o Brasil em perspectiva negativa, indicando que poderia sofrer novo rebaixamento - o que não aconteceu.

A primeira agência a tirar o grau de investimento do Brasil foi a Standard and Poor's (S&P), em setembro de 2015. Em dezembro, foi a vez da Fitch rebaixar a nota do país.

Classificação das agências de risco - rating - nota de crédito (Foto: Editoria de Arte/G1) Classificação das agências de risco - rating - nota de crédito (Foto: Editoria de Arte/G1)

Classificação das agências de risco - rating - nota de crédito (Foto: Editoria de Arte/G1)




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados